A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
10 de Dezembro de 2017
Anuncie Aqui
8492
Internacional

FBI investiga potencial 'ato terrorista' na Maratona de Boston

Nenhum grupo reivindicou responsabilidade pelas explosões, que deixaram três mortos e ao menos 176 feridos; segundo TV, agentes realizaram busca em apartamento no subúrbio

16 ABR 2013 - 11h20min
Portal IG
O FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, descreveu como 'um potencial inquérito sobre terrorismo' as investigações sobre as duas fortes explosões que deixaram pelo menos três mortos e mais de cem feridos na segunda-feira na linha de chegada da Maratona de Boston.
 
Segundo os investigadores, nenhum grupo reivindicou responsabilidade pelas explosões, em um dos feriados mais cívicos da cidade, o Dia dos Patriotas. Mas as explosões entre a multidão de espectadores da maratona levantaram temores de um ataque terrorista.
 
O presidente Barack Obama tomou cuidado para não usar as palavras "terror" ou "terrorismo" durante seu pronunciamento na Casa Branca na segunda, após as explosões, mas uma autoridade do governo, que falou em condição de anonimato, afirmou que as explosões eram tratadas como um ato de terrorismo.
 
"Nós descobriremos quem fez isso. Descobriremos por que fizeram isso", disse Obama. "Qualquer indivíduo ou grupo responsável sentirá o peso total da Justiça."
 
As bombas explodiram com uma diferença temporal de poucos segundos, próximo à linha de chegada em uma das corridas mais prestigiadas do mundo, deixando ao menos três mortos, incluindo um menino de oito anos, e ferindo ao menos 176, 17 deles em estado crítico. 
 
O FBI está encarregado de investigar as explosões e pede qualquer imagem, qualquer vídeo e fotos captados pelos espectadores da maratona. Uma autoridade de segurança da Europa afirmou nesta terça-feira que as evidências iniciais indicavam que os ataques não foram feito por homens-bomba. "Até agora, investigadores acreditam que não foi trabalho de suicidas, mas ainda é muito cedo para descartar essa hipótese completamente", afirmou.
 
A TV WBZ reportou na segunda-feira que policiais realizaram uma busca dentro de um apartamento em Revere, subúrbio de Boston. A Polícia do Estado de Massachusetts confirmou que houve um mandato de busca relacionado às explosões em Revere, mas não deu mais detalhes.
 
O Taleban do Paquistão, que com frequência ameaça os EUA por seu apoio ao governo paquistanês, negou nesta terça que tenha quaisquer relações com as explosões.
 
Com pouca informação oficial para orientá-los, membros do Congresso afirmam que havia pouca ou nenhuma dúvida de que se trata de um ato de terrorismo. "Só não sabemos se foi estrangeiro ou doméstico", afirmou o congressista Michael McCaul, presidente do Comitê de Segurança Interna.
 
A polícia americana afirmou que as duas explosões na linha de chegada da maratona foram quase simultâneas. Um incêndio foi registrado na Biblioteca Memorial JFK, nos arredores do centro de Boston. Ninguém ficou ferido. As autoridades disseram que estão investigando as explosões e o incêndio e que ainda não é possível dizer os casos estão relacionados. 
 
Segurança reforçada
 
A segurança foi reforçada em edifícios famosos de Nova York e Washington. "Nossas orações estão com as pessoas em Boston que sofreram ferimentos", afirmou o vice-presidente, Joe Biden, que participava de uma teleconferência sobre o controle de armas.
 
Obama telefonou para o prefeito de Boston, Tom Menino, e para o governador de Massachusetts, Deval Pactrick, para oferecer a ajuda do governo federal. A FAA, a agência que controla a aviação civil nos Estados Unidos, determinou uma zona de exclusão aérea na região das explosões.
 
A presidente brasileira Dilma Rousseff lamentou o "trágico incidente". Segundo uma nota publicada pela Secretaria de Comunicação, "a presidenta manifestou seu repúdio a esse ato insano de violência e sua solidariedade, em nome de todos os brasileiros, às vítimas e suas famílias".
 
Sangue e fumaça
 
Na linha de chegada da maratona, vítimas ensanguentadas foram inicialmente levadas para uma tenda médica montada no local para atender os corredores da maratona. Serviços de emergência se deslocaram para a área das explosões, que foi rapidamente isolada pelas autoridades.
 
Autoridades médicas afirmaram que ao menos oito vítimas sofreram amputações . Muitas teriam sido atingidas por pregos e parafusos - que teriam sido usados na confecção dos artefatos explosivos.
 
No Hospital Geral de Massachusetts, Alasdair Conn, chefe dos serviços de emergência, disse: "Isso é algo que eu nunca vi nos meus 25 anos aqui... essa quantidade de carnificina em meio à população civil. Isso é o que eu esperaria de uma guerra."
 
A primeira explosão ocorreu por volta das 14h50 locais (15h50, no horário de Brasília), aproximadamente duas horas após os vencedores da maratona terem cruzado a linha de chegada.
 
De acordo com informações da AP, o forte barulho da primeira explosão foi registrado no lado norte da rua Boylston, pouco antes da ponte que marca a linha de chegada. Outra forte explosão foi ouvida poucos segundos depois.
 
Pouco depois das explosões, a fumaça era visível diante das bandeiras alinhadas na chegada de uma das maratonas mais antigas e famosas do mundo.
 
Correria e gritos
 
Imagens gravadas de um helicóptero exibiram grandes manchas de sangue no asfalto na popular região de compras e turismo conhecida como Back Bay. O corredor Mike Mitchell, de Vancouver (Canadá), que tinha completado a maratona, afirmou que estava olhando para trás, para a linha de chegada, quando viu uma "enorme explosão".
 
A fumaça no local alcançou cerca de 15 metros de altura, segundo o depoimento de Mitchell à agência de notícias Reuters, e as pessoas começaram a correr e gritar. "Todos ficaram apavorados", contou o canadense.
 
Os corredores que ainda não tinham completado a maratona foram desviados para longe do local da fumaça das explosões, e as ruas ao redor foram isoladas. A unidade da Cruz Vermelha para o leste do Estado de Massachusetts montou um centro de resposta a desastres no local.
 
A Maratona de Boston é um dos maiores eventos anuais de atletismo nos Estados Unidos e atrai um grande número de corredores, além de milhares de espectadores.
Corredor de 78 anos é protegido por polícia após cair durante segunda explosão
Corredor de 78 anos é protegido por polícia após cair durante segunda explosão / Associated Press
Corredor de 78 anos é protegido por polícia após cair durante segunda explosãoFoto mostra fumaça momentos depois de uma das explosões na linha de chegada (Foto: Getty Images)Criança chora após explosões atingirem maratona de Boston, nos EUA (Foto: Reuters)Pessoas correm após explosões na Maratona de Boston (Foto: Associated Press)

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Homem perde controle de veículo e causa acidente na Avenida Pantaneta

2
Gente

Reforma de Variant de manicure será transmitida no Caldeirão do Huck deste sábado

3
Aquidauana

Homem é agredido por duas pessoas em bar da Avenida Pantaneta

4
Policial

Bêbado e sem CNH, jovem tenta subornar policiais para não ser detido

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
5,20m
Miranda
7,31m
Paraguai
1,82m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: HISTÓRIAS FEITAS DE GENTES E D...

Valdemir Gomes

Re...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Estudo de caso

Ver Mais Colunas
498110516