Anastácio

Em Anastácio, três pessoas são suspeitas de envolvimento em fraude de CNH

Operação Risco Duplo foi realizada nesta terça-feira. Habilitações eram vendidas por até R$ 3 mil.

09/04/2013 08:10


Três pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (09), em Anastácio, suspeitas de fazerem parte de um esquema de fraude de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e certificados de cursos de cargas perigosas e transporte coletivo. A Operação Risco Duplo, realizada conjuntamente pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), teve como um dos alvos o Centro de Formação de Condutores - Autoescola Anastácio, localizado na Avenida Manoel Murtinho.
 
De acordo com as investigações, cada habilitação era vendida por valores que variavam entre R$ 1.500 e R$ 3 mil. Já os certificados de curso eram vendidos pelo valor de R$ 400,00. Em Anastácio, um dos suspeitos foi localizado na própria autoescola. Os outros dois foram encontrados em casa.
 
A Operação Risco Duplo também foi realizada nos municípios de Nioaque, Sidrolândia e Jateí, em Mato Grosso do Sul, e Cuiabá, capital de Mato Grosso. No total, foram cumpridos sete mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão domiciliar expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Fátima do Sul. A polícia estima que, em menos de três meses, a quadrilha tenha comercializado cerca de 50 habilitações.
 
Participam da ação três promotores de Justiça, 58 policiais rodoviários federais e dez policiais militares do Gaeco. No total, estão sendo empregadas 26 viaturas e uma aeronave.
 
Os investigados responderão pelos crimes de falsificação de documento público, falsidade ideológica e formação de quadrilha, cujas penas somadas podem ultrapassar dez anos de prisão.
 
O Gaeco informou que outros detalhes da Operação Risco Duplo serão divulgados ainda nesta terça-feira.

redação / Aníbal Placêncio