Policial

Mulher é decapitada por índios

Crimes violentos praticados por indígenas preocupam sociedade de MS

15/05/2013 11:49


Os índios da região da Grande Dourados estão ficando mais violentos? Alguns analistas entendem que sim. Depois das atrocidades praticadas contra o fazendeiro Arnaldo Alves Ferreira, de 68 anos, pelos índios guaranis/kaiowás, no município de Douradina, outro crime com requintes de crueldade chama a atenção da sociedade.

Uma mulher, desta vez  indígena, da Aldeia Amambai, e que possivelmente seria moradora de uma aldeia de Dourados, teve a cabeça arrancada do corpo e marcada por vários ferimentos, no final de semana. Não há informações sobre estupro.

O crime aconteceu nas margens da Rodovia MS 386, que liga Amambai a Ponta Porã, no trecho que corta a reserva indígena. Três suspeitos já foram presos, sendo dois menores de idade, sendo encaminhados aos cuidados do Ministério Público da Infância e da Juventude  da Comarca de Amambaí, após ser lavrado auto de apreensão em flagrante por crime de homicídio doloso.

Um colaborador de O Pantaneiro no município de Dourados destaca que há um clima de tensão em algumas regiões, principalmente com os constantes bloqueios de estradas pelos indígenas e as expectativas criadas com a demarcação de terras pela FUNAI. Segundo ele os crimes violentos estão se tornando comuns. Alguns não repercutem por não chegarem ao conhecimento público e não resultarem em homicídios. 

redação