Policial

Abuso sexual: criança pensou em suicídio

23/05/2013 14:25


Menina abusa sexualmente de menina? Rozeman Geise Rodrigues de Paula, delegada titular da Delegacia Especializada de Atendimento a Infância e Juventude é taxativa: ?sim?, embora observe que a incidência é bem menor do que os delitos cometidos por meninos.

Em Campo Grande uma menina de 7 anos estava sendo abusada por uma prima, de 14 anos, dentro do banheiro de casa. A mãe, enfermeira, de 31 anos, denunciou o abuso, registrando Boletim de ocorrência. Investigações preliminares indicam que a adolescente abusava de outra criança, de 4 anos.

?Esses fatos lançam luz sobre uma constatação antiga: muitos abusos contra crianças são cometidos dentro de casa, por integrantes da própria família?, destaca o leitor de O Pantaneiro D.A., 45 anos, consultado nesta quinta feira.

Como no caso denunciado a DEAIJ da capital, existem sintomas que podem ser percebidos, como agressividade, tendência ao isolamento, entre outros. Por isto qualquer mudança de comportamento deve ser alvo de melhor atenção, especialmente dos pais.

A. R. da Silva, 19 anos, estudante, residente no Bairro Santa Terezinha diz conhecer o caso de uma amiga que foi abusada pelo próprio Tio,quando ainda adolescente. ?As marcas ficaram até hoje, gerando uma ruptura traumática na família?.

O caso de Campo Grande

Segundo registro do Conselho Tutelar, a psicóloga  que deu atendimento inicial a criança descreveu seu quadro clínico em poucas palavras: ?abuso sexual, depressão e comportamento suicida?. Em outro documento, relata que a primeira a levava ao banheiro e passava as mãos pelo seu corpo, tocando suas partes íntimas, sempre com ameaças, caso contasse. 

redação