Policial

Polícia busca foragidos de unidade da Fundação Casa

Dos 54 foragidos em Itaquera, 22 já foram recapturados. Situação era considerada tranquila na manhã desta terça.

13/08/2013 10:00


A Polícia Militar continua as buscas para recapturar 32 foragidos da unidade Itaquera da Fundação Casa, na Zona Leste de São Paulo, durante a rebelião da tarde de segunda-feira (12). Já foram encontrados 22 dos 54 internos que deixaram a unidade, que tem capacidade para 150 internos. A situação era considerada tranquila na manhã desta terça (13).
 
A rebelião começou por volta das 12h e terminou às 15h45, quando os adolescentes liberaram os 29 funcionários que foram feitos reféns. Entre eles estava o diretor da unidade, que ficou ferido com gravidade e foi levado a um pronto-socorro da região com cortes na cabeça e hematomas nas costas. A Fundação Casa informou que a Corregedoria-Geral da entidade vai abrir uma sindicância para apurar as razões dos tumultos.
 
A rebelião em Itaquera foi a segunda registrada nesta segunda-feira na fundação. Pela manhã, na unidade Vila Leopoldina, uma outra rebelião foi registrada e terminou pouco antes das 13h. Ninguém fugiu da unidade na Zona Oeste de São Paulo.
 
Vila Leopoldina
 
Na unidade da Zona Oeste, os 12 reféns foram liberados após quase quatro horas de tumulto, de acordo com o governo estadual. A confusão foi registrada após uma tentativa de fuga, por volta das 9h. De acordo com a assessoria de imprensa da Fundação Casa, após serem impedidos de fugir, os jovens atearam fogo a cadeiras e colchões.
 
As 12 pessoas que eram mantidas reféns foram liberadas antes das 13h, após a Superintendência e a Corregedoria-Geral da Fundação Casa negociarem a liberação. Não havia informações sobre feridos. A unidade da Vila Leopoldina tem capacidade para 150 internos e 100 adolescentes estão no prédio.

G1