AQUIDAUANA

Professor da UEMS recebe prêmio de melhor tese de doutorado da Sober

Edição de 2019 contou com oito projetos finalistas de várias regiões do País

29/06/2019 08:17


A Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (Sober) realiza no mês de julho, a 57ª edição do Congresso nacional que premiará as melhores teses de doutorado desenvolvidas com foco na economia aplicada no Brasil.

O profº doutor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) de Aquidauana, André Rozemberg, foi um dos vencedores do prêmio ‘Edson Potsch Magalhães’, pelo desenvolvimento de um trabalho de simulação computacional direcionada a cadeia produtiva do leite. O objetivo é avaliar o impacto da adoção de tecnologias sobre variáveis do mercado.

Cabe destacar que a tese “Os impactos dinâmicos da adoção de tecnologia em nível de fazenda na produção, preços e lucratividade na cadeia de laticínios do Brasil” foi idealizada no período em que o docente realizou o doutorado no Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa (UFV), com estadia de um ano, na Universidade de Cornell, nos Estados Unidos.

Uma das principais conclusões apontadas por Rozemberg foi de que o aumento da produção, proveniente do uso de tecnologias pode levar a redução dos preços pagos aos produtores, caso as condições de demanda não se modifiquem na mesma velocidade.

“Mesmo em cenários de menores preços, produtores que adotam tecnologia sempre estarão em melhor situação do que aqueles que não adotam. Além disso, o processo de inovação tecnológica é capaz de explicar grande parte do efeito de exclusão de produtores não-adotantes da tecnologia na atividade pecuária”, argumenta o pesquisador.

Outra abordagem defendida por Rozemberg é de que a tecnologia adotada tanto por pequenos ou grandes produtores beneficiam não somente o segmento produtivo, mas, também outros agentes da cadeia produtiva como laticínios, atacado, varejo e consumidores.

*Com informações da Ascom UEMS

 


ALINE OLIVEIRA