AQUIDAUANA

Murilo decidiu investir na ovinocultura e ampliar atividades da FIT Agro

Com rebanho de 117 cabeças, gestor deu início a produção de ovelhas para abate

30/07/2019 09:29


Murilo de Barros Trindade administra o grupo FIT Agro, em Aquidauana

Com 30 anos de idade, Murilo de Barros Trindade, se viu com uma tarefa importante nas mãos, auxiliar a família a administrar o grupo FIT Agro, o qual compreende três propriedades rurais com tradição em pecuária de corte: Baia dos Jacarés, Rancho Novo e Boa Vista.

A decisão aconteceu em julho do ano passado, pois, antes participava da administração, mas, morava na cidade de Campinas (SP) junto com a esposa, Fabiana Rangel. A vinda para Aquidauana trouxe uma série de reformulações na administração da propriedade e um fato em particular chamou a atenção do empresário, um rebanho de ovelhas que era mantido para consumo interno da família.

Murilo revela com carinho a participação de Fabiana no trabalho cotidiano da fazenda

“Eu e minha esposa analisamos a possibilidade de tornar a criação rentável, contribuindo com as despesas da propriedade e iniciamos a pesquisa para saber como tornar isso possível. Neste processo ficamos sabendo da assistência técnica oferecida pelo Senar/MS e o Custódio ficou responsável pelo atendimento”, relata.

Murilo revela com carinho, a participação de Fabiana no trabalho cotidiano e por tê-lo incentivado a investir na ovinocultura. “O incentivo dela foi fundamental para começarmos o novo negócio, tanto que me ajudou nas pesquisas e até no contato com o sindicato rural”, destaca.  Também ressalva que a confiança e empenho de sua família (hoje todos sócios no negócio) é essencial para uma gestão transparente e ágil.

Logo após a primeira visita, Murilo já separou a área destinada ao piqueteamento e com ajuda do técnico analisou as condições dos animais existentes que somam um rebanho de 117 cabeças. “Separamos 11 borregos para venda e com ajuda da Asmaco encontramos compradores. O intuito é utilizar o dinheiro para reinvestir em novas matrizes e intensificar a produção”, revela.

PLANEJAMENTO: A CHAVE DO NEGÓCIO

O empresário argumenta que a gestão do grupo FIT Agro é pautada em planejamento e por causa disso obteve importantes conquistas. Uma delas foi o dia de campo realizado em junho desse ano, no qual contou com a presença de 100 produtores rurais da região.

Participantes do dia de campo 

“Foi um evento feito com carinho e sem pretensões comerciais, visto que era gratuito. Na verdade, nosso objetivo era reunir os produtores e trocar experiências sobre a atividade pecuária. Apresentamos os resultados obtidos na recria e engorda comercial de bovinos. Os parceiros de negócios que participaram tiveram grande interação com o público”, explica.

Recicla-Fit - Espaço de reciclagem de resíduos sólidos

Outras atividades desenvolvidas na propriedade incluem espaço para reciclagem de resíduos sólidos e criação de usina solar, com intuito de estabelecer os princípios da sustentabilidade na atividade rural: econômico, social e ambiental. Neste sentido, os investimentos feitos por uma propriedade rural devem ter como meta suprir as necessidades produtivas, preservando o futuro dos recursos naturais existentes.

Murilo acrescenta que o trabalho com ovinocultura ainda está começando, mas, está otimista com a viabilidade de produção aliada a outra já consolidada na fazenda que é a pecuária. “Sempre tivemos carneiros na propriedade, mas, não pensávamos em lucro comercial e que também demandava despesa. Agora vamos aperfeiçoar o trabalho e transformá-lo em uma atividade acessória, mas que contribuirá com a geração de renda do grupo”, conclui.

Custódio Antônio Carvalho Júnior - médico veterinário responsável pela assistência técnica da propriedade

O médico veterinário responsável pelo atendimento da propriedade, Custódio Antônio Carvalho Júnior, reforça a determinação do produtor rural, que mesmo com a grande demanda de tempo exigida pela atividade de bovinocultura, assumiu o desafio de encarar a criação de ovelhas comercialmente.

“Iniciamos um trabalho com o Murilo de forma que possa explorar a criação de forma totalmente integrada com as atividades já realizadas na fazenda. Sua determinação aliada a consciência de sustentabilidade são fatores que contribuirão para o sucesso na produção de ovinos”, finaliza.


Aline Oliveira