Anastácio

Acidente deixa motociclista em estado grave, com possibilidade de amputação do pé

Mulher foi resgatada pelos Bombeiros e encaminhada na condição de vaga zero para Campo Grande

13/10/2019 09:01


Acidente grave envolvendo carro e moto aconteceu no final da tarde deste sábado (12) em Anastácio. Por volta das 18h20, o motorista de um VW Gol de 66 anos seguia pela Avenida Manoel Murtinho, no sentido centro - bairro, quando entrou no pátio de um Auto Posto para realizar a conversão à esquerda. 

Ao voltar para a pista, o homem colidiu violentamente com uma motociclista de 39 anos que seguia pelo mesmo sentido em uma Honda NXR Bros. A colisão deixou a vítima em estado grave e diversas escoliações no corpo. A vítima foi atendida pelo Resgate do Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Pronto Socorro de Aquidauana.

Conforme o boletim de ocorrência, funcionários do hospital relataram aos policiais que a vítima teria sigo encaminhada para vaga zero em Campo Grande, com suspeita de possível amputação de um dos pés. O condutor do Gol, de 66 anos, foi contido por populares que presenciaram o acidente, até a chegada da equipe da Polícia Militar.

Segundo o registro policial, o homem estava bastante alterado e agressivo, exalando cheiro de álcool. Ao ser perguntado sobre a ingestão de bebidas alcoólicas, o autor teria dito "eu bebo mesmo, porra, caralho". Outras testemunhas relataram aos policiais que o condutor do Gol estava bebendo em uma padaria próxima havia bastante tempo.

O autor do crime se negou a fazer o teste de bafômetro e os policiais fizeram o Termo de Constatação de Alteração da Capacidade Psicomotora. Preso em flagrante, o homem ofendeu os policiais, dizendo "seus bostas, covardes! Meu advogado vai f*der vocês". 

Devido à agressividade do autor, o homem teve de ser algemado. O condutor do Gol ainda reclamou tanto no local do crime, quanto na DP de Anastácio que os policiais iriam furtar seu dinheiro e pertences. Eles tiveram de usar força moderada para colocar o autor dentro da cela.

A perícia criminal esteve depois no local para constatar os fatos. Após 1 hora do ocorrido, a equipe da PM retornou à DP de Anastácio levando a CNH do autor. Ao realizar a checagem do documento, constataram que era falso.

O motorista do Gol deverá responder pelos crimes de lesão corporal de natureza grave ou gravíssima em razão de conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada, com pena de 2 a 5 anos de reclusão, desacato e uso de documento falso.


Redação