Economia

Indústria acumula saldo positivo de postos de trabalho em Anastácio

31/10/2019 06:48


O setor industrial de Mato Grosso do Sul, que é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, já acumula saldo positivo de 3.091 novos postos de trabalho de janeiro a setembro deste ano, resultado de 46.003 contratações e 42.912 demissões, conforme aponta levantamento realizado pelo Radar Industrial da Fiems. Os maiores saldos no ano são nas indústrias de alimentos e bebidas (+1.378), da construção (+993), de papel, papelão, editorial e gráfica (+252), metalúrgica (+175), extrativa mineral (+165), química (+150) e de produtos minerais não metálicos (+135).

Cidades

Em relação aos municípios, constata-se que em 50 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a setembro de 2019, proporcionando a abertura de 3.798 vagas. Entre as cidades com saldo positivo de pelo menos 50 vagas destacam-se Campo Grande (+907), Naviraí (+369), Dourados (+301), Itaquiraí (+267), Aparecida do Taboado (+218), Sidrolândia (+185), Coxim (+171), Chapadão do Sul (+159), São Gabriel do Oeste (+126), Paraíso das Águas (+93), Iguatemi (+65), Corumbá (+62), Anastácio (+59), Três Lagoas (+54), Cassilândia (+53) e Angélica (+51).

Dados

Nos últimos 12 meses, o setor tem saldo positivo de 879 postos de trabalho em razão das 57.831 contratações e 56.952 demissões, tendo como maiores saldos as indústrias de alimentos e bebidas (+1.476), metalúrgica (+192), de papel, papelão, editorial e gráfica (+177) e extrativa mineral (+161). Somente em setembro o saldo é de 205 postos de trabalho devido às 5.002 contratações e 4.797 demissões, sendo que os maiores saldos são para as indústrias da construção (+150), de alimentos e bebidas (+122), metalúrgica (+58), têxtil, do vestuário e artefatos de tecidos (+34) e mecânica (+31).

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, o conjunto das atividades industriais em Mato Grosso do Sul encerrou setembro de 2019 com 127.543 trabalhadores empregados, indicando elevação de 0,23% em relação ao mês anterior, quando o contingente ficou em 127.249 funcionários. “Atualmente, a atividade industrial responde por 19,2% de todo o emprego formal existente no Estado, ficando atrás do setor de serviços, que emprega 198.305 trabalhadores e participação equivalente a 29,8%, e de administração pública, com 141.586 empregados e participação de 21,3%”, detalhou.

O economista relata que de janeiro a setembro 125 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 4.956 vagas. Entre as atividades industriais com saldo positivo de pelo menos 70 vagas, destacam-se abate de suínos, aves e outros pequenos animais (+773), fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel (+335), abate de reses, exceto suínos (+306), serviços especializados para construção (+293), preservação do pescado e fabricação de produtos do pescado (+259), fabricação de álcool (+180), fabricação de produtos de carne (+161), obras de terraplenagem (+132) e fabricação de estruturas metálicas (+128).

 


Da Redação