Solidariedade

No MS, casal precisa de ajuda para buscar os filhos no Haiti

O prazo para trazerm as crianças é muito curto, por isso toda ajuda é necessária

19/11/2019 17:39


Vivendo em Campo Grande há cinco anos, o casal de haitianos Renet Isma, 40 anos, e Merline Felizor, 30, lutam para arrecadar a quantia de R$ 15 mil e trazer os filhos de oito e nove anos para viverem juntos. A Justiça do país caribenho liberou a viagem das crianças após um ano de processo judicial, mas o prazo para eles virem é de apenas 90 dias, que vence em janeiro.

Segundo Merline, a decisão de vir para o Brasil foi tomada após passarem por muitas dificuldades na cidade Cabo, onde moravam. No Haiti tudo é pago, não existe um sistema de ensino ou saúde pública, tornando a vida ainda mais difícil para quem tem pouco dinheiro.

“Lá é tudo mais difícil! Comida, ter saúde e escola. É tudo pago”, disse a mãe que aprendeu o português na raça. Ela trabalha como auxiliar de dentista e Renet é pedreiro, juntos eles mandam dinheiro para os meninos, que estão conseguindo estudar e moram com a avó materna.

Nos cinco anos vivendo no Mato Grosso do Sul, ajudando na criação deles e se sustentando aqui, os haitianos já conseguirem juntar R$ 5 mil para a compra de passagens para trazer os filhos. Ainda não é suficiente e eles temem perder o prazo estabelecido pela Justiça.

“Nosso maior sonho é vivermos juntos e nunca mais nos separarmos”, concluiu a mãe, que se emociona só de ver as fotos e vídeos das crianças. Os interessados em ajudar podem ligar ou mandar Whatsapp para (67) 9 8204-1891.

 


Kamila Alcântara