Bonito

Evento gastronômico fortalece a bioeconomia e o turismo local em Bonito

Sebrae/MS é um dos parceiros do “Cata Guavira”, que acontece de 22 a 24 de novembro

19/11/2019 10:53


Quem visitou o cerrado brasileiro provavelmente já ouviu falar da guavira. O fruto típico da região nomeia o Cata Guavira, evento gastronômico apoiado pelo Sebrae/MS para fortalecer a biodiversidade e os produtos típicos regionais. De 22 a 24 de novembro, Bonito recebe a programação que conta com palestras, bate-papos, almoços, jantares e atrações musicais visando o desenvolvimento sustentável.

Idealizado por Letícia Krause, desde 2013 o eventro vem trazendo ao estado grandes chefs para compartilharem experiências gastronômicas. Desta vez, o chef Guga Rocha divide sua vivência em mais de 30 países com os participantes da sexta edição. O filho de Pepeu Gomes e Baby do Brasil, Pedro Baby, e o filho de Moraes Moreira, Davi Moraes, completam o time de atrações musicais do evento.

Neste ano, o evento tem como tema “Amazônia encontra o Cerrado”. Para a idealizadora, a proposta é trazer exemplos sustentáveis. “Reunimos vários exemplos de valorização do bioma local com inspiração nos casos de sucesso da cultura do norte. Falaremos também sobre a produção em grande escala baseada no extrativismo sustentável, envolvendo ações coletivas para melhorar nosso mundo”, explica a organizadora Letícia Krause.

O analista do Sebrae/MS, Vitor Gonçalves, destaca a parceria com o projeto por meio do programa MS Investe Turismo, que apoia projetos como o Cata Guavira. “Com o programa, além de fomentar os negócios locais, vamos estimular o turismo de base comunitária, que são as pequenas redes hoteleiras que proporcionam um turismo de vivência aos clientes. Eles podem ir a campo e pegar os produtos do extrativismo diretamente da natureza, por exemplo.”

Em 2017, uma lei transformou a guavira em símbolo do Mato Grosso do Sul. A versatilidade do fruto pode ser notada nas formas in natura, licores, geleias, sorvetes e até produtos de beleza. Segundo dados da Agraer, 60% dos produtores da região de Bonito preserva um capão (porção de área) de guavira na propriedade.

O Cata Guavira é direcionado desde os produtores rurais que cultivam frutos nativos, até as indústrias que realizam o processamento. A programação pode ser conferida no link.


Assessoria