Fronteira

Corpo é encontrado dentro de tambor em “ponto de desova” na fronteira

Tambor estava na margem do rodoanel, em Ponta Porã, e principal suspeita que seja de adolescente desaparecido há 12 dias

05/12/2019 15:57


A rotina de mortes e violência na Linha Internacional teve mais um capítulo macabro na manhã desta quinta-feira (5). Corpo ainda não identificado foi encontrado há pouco dentro de um tambor de plástico em Ponta Porã.

A cidade sul-mato-grossense, junto com a vizinha paraguaia Pedro Juan Caballero, somam pelo menos 160 assassinatos em 2019, a maioria de execuções.

O tambor azul com o corpo foi deixado na margem do rodoanel, uma estrada de terra perto da BR-463, conhecida com o ponto de desova de cadáveres. A estrada é prolongamento da Rua Guia Lopes, entre os bairros Estoril e São João. Pelo menos cinco pessoas executadas foram deixadas no rodoanel só neste ano.

A polícia está no local onde o tambor com o corpo foi encontrado e aguarda a perícia. A vítima ainda não foi identificada, mas em grupos do aplicativo WhatsApp, moradores da fronteira levantaram a suspeita de que pode ser o estudante paraguaio Alex Ziole Areco Aquino, 14, desaparecido desde o dia 23 de novembro.

Na última vez em que foi visto em Pedro Juan Caballero, Alex estava em uma festa e foi abordado por ocupantes de caminhonete não identificada que teriam levado o garoto do local.

 


CGNews