Polícia

Polícia prende comerciantes que vendiam carne imprópria para o consumo

Também, no mesmo Distrito, um servidor público foi preso com drogas e medicamentos de tarja preta

13/12/2019 17:04


Durante à manhã de hoje (13), a Polícia Civil de Aquidauana e a de Anastácio, prenderam em flagrante um agente de saúde do município de Aquidauana por tráfico de drogas. 

Além disso, dois comércios situados em Cipolândia foram autuados em razão de exporem à venda carne imprópria para consumo e sem origem conhecida.

Na residência do agente de saúde autuado por tráfico de drogas, localizada também em Cipolândia, havia drogas, dinheiro em espécie e excessiva quantidade de medicamentos de uso controlado pertencentes à rede pública municipal. 

No local, foram aprendidos maconha, uma motocicleta, dinheiro, anestésicos, benzodiapínicos, opióides e outros medicamentos. O homem preso em flagrante responderá pelo crime de tráfico de drogas e de peculato (crime contra a administração pública).

Nos dois comércios do distrito de Cipolândia foram encontradas carne imprópria para consumo, ou seja, sem origem comprovada e armazenada sem as condições de higiene adequadas. Em um dos comércios, os policiais civis flagraram desossa de gado recém abatido e de origem desconhecida. 

Em razão da comercialização da carne proveniente de abate clandestino, os comerciantes responderão por crime contra as relações de consumo, quem prevê pena de detenção, de dois a cinco anos.

A Polícia Civil alerta que qualquer comerciante que expor à venda carne sem origem comprovada responderá pelo referido crime e terá a mercadoria apreendida. 

O intuito principal da operação realizada hoje pela Polícia Civil é o de combater o furto de gado de fazendas da região, que tem aumentado em razão da aquisição do produto de furto por comerciantes também da região. Vale ressaltar que durante toda a operação houve a participação da Polícia Militar da cidade.


Da Redação com Assessoria