Nível do Rio Aquidauana começa a baixar após atingir 9 metros

Moradores desabrigados aguardam

15/01/2010 11:42


Para alívio da população que por pouco não foi atingida pela cheia do rio Aquidauana e também para as autoridades e corporações que auxiliam no socorro às vítimas da inundação, o nível do rio começou a baixar na manhã desta sexta-feira, 15.

O nível máximo foi alcançado na noite de ontem, 14 e movimentou um grande número de curiosos que se deslocavam para ver o grande volume de água que chegou a encobrir parte da rua Teodoro Rondon, via que faz a ligação entre os municípios de Anastácio e Aquidauana através da "Ponte Nova".

Em Anastácio, o estado também foi crítico. As crianças da instituição filantrópica SOME (Sociedade Missionária Ebenézer) foram retiradas da entidade e ficarão abrigadas no Centro de Educação Infantil Aracy Moreira dos Santos.

Nos dois municípios, durante toda a quinta-feira, muitos moradores fizeram a retirada dos móveis e tiveram que sair de suas residências por conta da cheia. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Aquidauana o número de famílias removidas de suas casas pela Defesa Civil chegou a de 48 com um total de 186 pessoas, algumas delas, abrigadas em Escolas em Anastácio e Aquidauana. Outras 37 famílias receberam auxílio da Defesa Civil, mas optaram por não sair de suas casas. A maior ocorrência de desabrigados pela cheia concentrou-se no bairro Guanandy. Regiões baixas de Aquidauana também ficaram alagadas.

Após uma nova medida realizada nesta manhã, o nível do rio Aquidauana baixou para 8,75 metros. Mesmo com esta diminuição no volume de água, o Corpo de Bombeiros, as prefeituras de Anastácio e Aquidauana e Exército Brasileiro devem permanecer em alerta.

redação