Eventos

Festival de Flores de Holambra será aberto dia 28 na Capital

21/07/2007 10:55


Em julho a população de Campo Grande tem novamente a oportunidade de conhecer um pouco mais a respeito das flores e da sua importância no nosso dia-a-dia. Trata-se do 7° Festival de Flores e Plantas de Holambra, que começa no dia 28 e termina no dia 12 de agosto. Durante os 16 dias de exposição, estima-se que mais de 120 mil pessoas possam visitar e adquirir a preços populares, orquídeas, samambaias, cactos, begônias, tulipas, tuias e outras centenas de tipos de flores e plantas ornamentais.


Trazido em 2001 para Campo Grande e tendo como espaço inicial a Praça do Rádio Clube, o Festival das Flores de Holambra, vem se firmando e atraindo cada vez mais a atenção do público e das autoridades. A exemplo do que aconteceu durante o ano passado, esta edição deverá ser aberta oficialmente pelo prefeito Nelson Trad Filho. "Este com certeza é um evento que traz alegria para todos nós e que deixa a cidade cada vez mais bonita", disse o prefeito na oportunidade, afirmando que o festival já faz parte do calendário de festividades de Campo Grande.


O 7º Festival de Flores e Plantas de Holambra acontece novamente no Ginásio do Sesc Camilo Boni, na rua 25 de Dezembro, ao lado da prefeitura, das 9h às 21h. No local, além da diversidade de flores e plantas, os visitantes poderão adquirir húmus e biofertilizantes, artesanatos feitos de bambus, cascatas, vasos de cerâmicas, cachepôs e pedras ornamentais. Haverá, também, um estande de plantas medicinais e lanchonete à disposição de todos.


A promoção do evento é da União do Vegetal, entidade que trabalha pelo desenvolvimento espiritual do ser humano e realiza também, por meio de sua parceira, Casa da União Lar de Santana, obras sociais como o projeto Luz das Letras, que trabalha com a alfabetização de adultos por meio de computadores e conta com o auxílio de voluntários. Segundo Mário Lúcio de Souza, idealizador e um dos coordenadores da feira, um dos objetivos de ter flores em casa é melhorar a qualidade de vida, trazendo o bem estar.


"Existem flores, como o jasmim e alguns lírios, que têm propriedade de ativar uma substância no cérebro, proporcionando assim, a sensação de bem estar", informa Mário, lembrando que locais próximos a poltronas e nos quartos são ideais para o cultivo dessas plantas". A entrada é gratuita e visa a difusão do hábito de cultivar flores, inclusive entre as crianças que sempre procuram as pequenas "plantas carnívoras".


Essas plantas na verdade são insetívoras, ou seja, se alimentam de pequenos insetos em função da longa adaptação a um solo arenoso, ácido, pobre em nitrogênio ou com falta de outros nutrientes. A pega-moscas (Dionea muscipula) possui longos pêlos nas bordas das folhas que ficam abertas como bocas. Quando o inseto pousa sobre elas, se fecham rapidamente, aprisionando-o. A planta leva dias para digerir e absorver a sua caça.


midia max news