Geral

Estiagem pode elevar preço do leite, diz coordenador da Famasul

24/07/2007 07:21


O preço do litro do leite pago ao produtor sul-mato-grossense, que hoje está em R$ 0,60 o litro, pode aumentar ainda mais se a estiagem persistir, podendo chegar perto de R$ 1,00 o litro, revela o coordenador da Comissão Estadual da Pecuária de Leite da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária), Denis Vilela.


Apesar do aumento, que reflete principalmente para o consumidor, ele revela que se ocorrer uma geada no Estado pode chegar a faltar o produto, tendo que importar para atender o mercado interno no próximo ano. Vilela explica ainda que em janeiro o preço do leite ao produtor chegou ao nível mínimo de R$ 0,28, cujo preço vem se mantendo nos últimos três anos.


Ele ressalta que esse preço baixo pago ao produtor nos últimos anos impossibilitou com que o produtor investisse no negócio e hoje para aumentar a produção e melhorar tecnologicamente é preciso que recebe ainda mais pelo litro do produto e ainda assim levaria mais quatro anos para colocar a casa em ordem.


Outro fator que contribuiu para essa situação é que no período de chuvas, no início do ano, e com o baixo preço, o produtor não conseguiu garantir recursos para a alimentação dos animais se manterem no período seco. O Estado produz 508 milhões por mês e o consumidor sul-mato-grossense já chega a pagar mais de R$ 2,50 pelo leite de caixinha longa vida.


midia max news