Geral

Álcool custa 15% menos que há 1 ano

07/08/2007 07:25


O custo médio do litro de álcool caiu quase 15% nos últimos doze meses nos postos de combustíveis de Campo Grande, conforme pesquisa realizada pelo Correio do Estado em 44 estabelecimentos. No início de agosto do ano passado, o litro do combustível custava, em média, R$ 1,83 na Capital, enquanto que nova pesquisa realizada ontem registrou custo médio de R$ 1,56 por litro de álcool.


Na prática, os consumidores que utilizam álcool para abastecer seus veículos estão pagando cerca de 27 centavos a menos por litro neste mês, em relação a agosto de 2006.


Nesta semana, segundo a pesquisa, o menor preço encontrado pelo litro de álcool nos postos de Campo Grande é de R$ 1,495, sendo que em agosto do ano passado o valor mais em conta era de R$ 1,79, o que comprova a forte desvalorização do produto revendido nos estabelecimentos da Capital. O maior valor praticado pelo litro nos postos também caiu, passando de R$ 1,859 em agosto do ano passado para R$ 1,65 nesta semana.


Apenas nos últimos 20 dias, o custo do litro do álcool caiu em média quatro centavos em Campo Grande. No dia 17 do mês passado, o preço médio era de R$ 1,60 e, ontem, chegava a R$ 1,56. Mesmo com a queda nos valores médios, existe variação de até 15 centavos no custo do litro do combustível entre diferentes postos da Capital, o que pode representar boa economia aos consumidores que abasteçam nos estabelecimentos que praticam o menor preço. Ontem a pesquisa do Correio do Estado encontrou o menor preço do litro do álcool, de R$ 1,495, no posto Makro.


Maior oferta
A retração nos preços do álcool nos últimos doze meses ocorreu paralelamente à expansão de 18% na produção sul-mato-grossense de cana-de-açúcar. Na safra passada, a produção estadual foi de 12,6 milhões de toneladas de cana e, segundo a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a produção de MS no ciclo atual (2007/08) deve atingir 14,9 milhões de toneladas. Com isso, a produção estadual de álcool foi ampliada de 643 milhões de litros na safra 2006/07 para pouco mais de 34 milhões de litros (+5,2%) na safra 2007/08.


correio do estado