Começa o calvário de Bebel em -Paraíso Tropical-

14/08/2007 07:57


Punir a prostituta Bebel (Camila Pitanga) em Paraíso Tropical não será uma tarefa fácil para os autores Gilberto Braga e Ricardo Linhares. A personagem caiu no gosto popular e não importa a maldade que ela faça, o público perdoa, mas os autores não. "Eu adoro Bebel! Mesmo assim, acho que ela tem que ser punida por suas faltas", diz Ricardo, que garante não haver preconceito em castigá-la só porque ela é garota de programa.


"Quem acompanha a novela, sabe que não temos esse tipo de pensamento. Desde que não prejudique terceiros, todo mundo é livre para viver e trabalhar como lhe der na telha", defende o autor.


Bebel deverá voltar para o calçadão. O plano de acabar com o casamento de Olavo (Wagner Moura) será um tiro no próprio pé. Olavo não vai perdoá-la por destruir seu casamento e Urbano (Eduardo Galvão) vai abandoná-la depois de descobrir que ela usou seu dinheiro para se vingar de Olavo. Bebel retoma a dura "vida fácil" para poder pagar as dívidas que fez quando era bancada pelos dois amantes.


O fim infeliz e o modelo garota de programa vilã desagradam quem tenta se livrar da má fama aliada à profissão. "Me incomoda ela ser vilã, isso faz com que as pessoas acabem criando um estereótipo. Tem muita gente que acha que as garotas de programa reais são as vilãs da sociedade", revolta-se Rachel Pacheco, mais conhecida pelo seu ex-nome de guerra Bruna Surfistinha.


O destino é cruel e até mesmo Camila Pitanga discorda da punição. "Questiono a ética dela, não concordo com os meios, mas ela é uma personagem bem-humorada. Isso tem que ser levado em conta", defende Camila que faz coro com seu irmão Rocco Pitanga. "Bebel tem que ter um estalo e seguir para o lado correto. E o Olavo é quem tem que se dar mal", sentencia Rocco.


No meio de tantas opiniões dissonantes, Ricardo Linhares, apesar de ter garantido a punição, tenta atenuar o final de Bebel. "Gilberto e eu ainda não decidimos o seu destino. Até o último capítulo, muita água vai passar debaixo dessa ponte", promete o autor.


terra