No primeiro dia de distribuição, procura de pílulas é três vezes maior

14/08/2007 08:23


A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo distribuiu três vezes mais pílulas do dia seguinte do que era esperado nesta segunda-feira. Hoje foi o primeiro dia entrega do medicamento em estações de metrô, trem, terminais de ônibus e hospitais.


A previsão inicial era de que cerca de 30 mulheres retirariam a pílula por dia, mas apenas hoje foram 91. Apesar do número de pedidos ser maior que o esperado, o governo diz que os estoques vão dar conta da demanda.


Desde o mês passado, o governo estadual distribui também pílulas anticoncepcionais --que exige de recitar. Os medicamentos devem servir a cerca de 3.500 mulheres por mês, somente nas 20 farmácias do programa Dose Certa da capital.


Para retirar as pílulas é preciso ter receita médica de qualquer unidade pública de saúde, contendo o nome do princípio ativo --etinilestradiol 0,03 mg e levonorgestrel 0,15 mg, para anticoncepcionais regulares; e levonorgestrel 0,75 mg, para anticoncepcionais de urgência.


Toda mulher que receber pílulas receberá também preservativos e informativos sobre sexo seguro e gravidez.


Confira abaixo uma lista de locais com postos de distribuição de anticoncepcionais. No caso das farmácias do Dose Certa, o horário de funcionamento é das 8h às 17h.


uol