Política

Governo e parceiros lançam programa de educação no campo

04/09/2007 07:31


O governador André Puccinelli e a secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Seprotur), lançam hoje o "Programa Sanidade de Fronteiras", um projeto de educação baseado na conscientização da população estadual quando a responsabilidade sanitária. A solenidade esta programada para as 9 horas, no auditório da Governadoria.
Produzido com recursos federais do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), sendo desenvolvido pela Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária) e pelo Senar-AR/MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), e tendo como parceiros o Governo do Estado e outras importantes entidades e grupos ligados ao setor, a iniciativa tem como finalidade construir um futuro sólido para a sanidade complementando as ações dos órgãos oficiais de defesa.


Conforme a secretária Tereza Cristina, "a proposta é minimizar o impacto econômico instalado nos municípios prejudicados pelo episódio sanitário deflagrado em 2005, quando foram registrados focos de febre aftosa em municípios no sul do Estado".


Dividido em duas fases, o "Sanidade Sem Fronteiras" irá beneficiar num primeiro momento os municípios de Eldorado, Mundo Novo, Japorã, Itaquiraí e Iguatemi. Na fase seguinte o programa será estendido para os municípios de Amambai, Sete Quedas, Paranhos, Tacuru, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Ponta Porã, Antônio João, Bela Vista, Caracol, Porto Murtinho e Corumbá.


O curso deve trabalhar principalmente em assentamentos e nas propriedades das fronteiras com o Paraguai e a Bolívia. A expectativa é que no fim de um ano de programa dez veterinários capacitem outros 900 agentes, que instruam outras 86 mil pessoas em assentamentos.


Utilizando-se da metodologia de um Dia de Campo, paralelamente a capacitação será feito um trabalho de identificação dos bovinos. A previsão é que mais de sete mil animais sejam brincados de um total de um rebanho de 13 mil animais assistidos.


midia max news