Mães de recém-nascidos dormem em média 3 horas, diz pesquisa

18/09/2007 08:25


As mães britânicas dormem em média três horas por noite durante os primeiros quatro meses de vida do bebê, segundo uma pesquisa encomendada pela revista especializada Mother and Baby e a empresa Huggies, publicada nesta quinta-feira.


Segundo os autores da pesquisa, isso equivale à metade das horas de sono que as mães delas dormiram no passado.


Apesar de produtos para ajudar os bebês a dormir, como berços que balançam, móbiles eletrônicos, música imitando o ambiente uterino e luzes difusas, 30% das mães disseram que dormem ainda menos do que três horas por noite.


De acordo com o estudo, que ouviu 3 mil mães, quando os bebês chegam a 18 meses de idade, a média de horas de sono sobe para apenas cinco.


O estudo sugere que o número alto de produtos eletrônicos e monitores instalados na casa de quase todos os pais estaria entre as principais causas da falta de sono. Com as babás eletrônicas e monitores de vídeo, as mães acordam a cada barulhinho do bebê.


Falta de sexo


Metade das mulheres ouvidas na pesquisa disse que a falta de sono aumentou a pressão sobre a relação delas com seus parceiros, provocando brigas. Uma em cada dez quase se separou por causa do estresse, diz a pesquisa.


Oito em cada dez mães disseram ter perdido o apetite sexual por conta da falta de sono e 94% delas afirmaram preferir dormir a fazer sexo.


Elena Dalrymple, editora da revista Mother and Baby, disse que "os pais e mães não têm a menor idéia de como a falta de sono que vem com o bebê devasta a vida deles. Se você dorme apenas três horas por noite, noite após noite, e às vezes, menos, você provavelmente vai direcionar sua frustração e raiva contra seu parceiro".


"A pressão sobre os pais modernos é enorme, especialmente as mães. São elas, principalmente, que lidam com os bebês à noite, e muitas delas já estão trabalhando em horário integral quando o bebê chega aos seis meses", disse Dalrymple.


Os pesquisadores também ouviram o lado paterno, e concluíram que mais da metade dos entrevistados (55%) disseram que "nunca ou quase nunca" se levanta durante a noite.


Em média, eles dormem sete horas por noite durante os primeiros quatro meses.


Por conta da falta de sono, muitos dos novos pais investem em aparelhos para ajudar os filhos a dormir.


Sete em cada dez investem em móbiles musicais tradicionais enquanto quatro a cada dez usa berços elétricos que balançam.


Mas, mesmo quando o bebê dorme, 75% das mães disseram se preocupar com a síndrome da morte súbita e checam seus filhos quando eles estão dormindo.


bbc brasil