A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de Dezembro de 2017
Anuncie Aqui
8500

Alimentação infantil requer cuidados especiais

2 AGO 2007 - 15h55min
assessoria de comunicação

O processo de desenvolvimento das crianças passa pela educação e pelos bons hábitos alimentares. Se é difícil manter o controle quando a garotada passa a maior parte do tempo na escola, em cursos, em práticas esportivas, ou em outras atividades, durante as férias o desafio é igual. Portanto, é imperioso acompanhar de perto a rotina alimentar, para impedir que sucumbam à tentação da geladeira e das guloseimas.


"A preocupação com o que se come deve ser constante. Durante os dias mais gelados, as crianças recusam facilmente os alimentos considerados frios, mas que são de extrema importância no cardápio: as frutas, os legumes e as verduras. É preciso se reinventar para torná-los atrativos e não defasar seus organismos de vitaminas e sais minerais", explica Gabrielle Carassini Costa, nutricionista do GANEP - Grupo de Nutrição Humana.


Mas como se adequar a esses artifícios? Primeiramente, é proibido proibir! Se os pais baterem de frente com desejo dos filhos - quase compulsivo - de consumir doces, balas e sobremesas, eles sentirão ainda mais vontade. O que vale aqui é a moderação.


A comida também não é instrumento de troca, como prêmio ou castigo. Quando se adota essa visão equivocada, as crianças tendem a subestimar ou superestimar as refeições e isso pode acarretar em prejuízos à saúde.


O correto é investir em novas formas de preparo, utilizando-se de diferentes cores, formatos e texturas resultando em maior freqüência na oferta e, claro, na substituição por outros alimentos de mesmo valor nutricional. Abusar de recursos psicológicos, como conversas, histórias e até a companhia familiar, é um incentivo à valorização do momento da refeição. Os pequenos não terão vontade de deixar de comer, além de seguir o modelo dos pais, ganhando ao ingerir menos gorduras saturadas e açúcares e mais frutas e peixes.


A nutricionista Gabrielle ensina que o envolvimento dos pequenos desde as compras até chegar à preparação os pratos torna-os mais interessados a experimentar novos sabores. "Dessa forma é mais fácil implantar uma dieta saudável, explicando a eles que é importante para a saúde provar um pouco de cada grupo alimentar, principalmente proteínas, presentes nos queijos, peito de peru, presunto magro, iogurtes e leites; carboidratos, nos pães, bisnaguinhas, cereais e torradas, e, equilibradamente, gordura, encontrada em óleos, carne, ovos e manteiga".


Distribuir a alimentação em cinco refeições, como café da manhã, lanche, almoço, uma merenda leve à tarde e jantar, também é uma boa pedida. Impede que a criança passe muito tempo com fome e consuma alguma bobagem para enganar o estômago.


São dicas valiosas que fazem toda a diferença para a saúde, e que, se seguidas à risca, certamente trarão benefícios para a criançada ao longo da vida.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

No 'adeus' ao ex-presidente da OAB, família e amigos demonstram revolta com homicídio

2
Aquidauana

Jovem sai para ir ao banco e desaparece em Aquidauana

3
Anastácio

Dentes de ex-presidente da OAB estariam quebrados; laudo da morte sai em 7 dias

4
Aquidauana

Família procura por adolescente de 14 anos sumida há 2 dias em Aquidauana

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,11m
Miranda
7,09m
Paraguai
1,86m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: ANTES QUE TERMINE O DIA...

Manoel Afonso

Odilon lidera, André o mais rejeitado

Robinson L Araujo

TENDO UM SONO RESTAURADOR

Ver Mais Colunas
498110506