A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
17 de janeiro de 2019
Anuncie Aqui
8486

Antiinflamatório -top- no Brasil é proibido na Austrália

20 SET 2007 - 09h13min
folha on line

O governo da Austrália proibiu a venda do medicamento Prexige, para tratamento de dores e problemas de artrite, após a morte de dois pacientes que usavam a droga no país. Fabricado pelo laboratório suíço Novartis, o remédio é o segundo mais vendido do Brasil em sua categoria.


A decisão ocorreu após o relato de oito casos de problemas: dois no Brasil, cinco na Austrália e um na Argentina. Dois dos pacientes tiveram de transplantar o fígado.


O gerente médico do laboratório no Brasil, João Navarro, diz que, "na grande maioria dos casos, houve utilização por tempo longo com dose não recomendada pela Novartis".


Ele diz que na Austrália, por exemplo, a menor dose --100 mg, recomendada para tratamentos longos-- tinha sido aprovada pouco antes de o medicamento ser proibido. Na maioria dos casos dos pacientes que reagiram à droga, foi usada a dose de 200 mg por tempo maior que o recomendado pela empresa. No Brasil, o medicamento é vendido na apresentação de 100 mg e 400 mg.


"O remédio é seguro, e a Novartis monitora o seu uso em todo o mundo. Mas, como todos dessa linha, tem algumas contra-indicações e precisa ser usado e receitado adequadamente", afirma Navarro.


O Prexige está em mais de 50 países. No Brasil, a venda foi aprovada em 2005 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Dois anos depois, ele está em segundo lugar na classe de antiinflamatórios e anti-reumáticos. A categoria vendeu cerca de 6 milhões de unidades em 2007 (até agosto).


A Anvisa pediu dados à Novartis e diz estar revisando as "novas informações de segurança relacionadas a eventos adversos hepáticos graves em pacientes que usam o Prexige".


Apesar da precaução, a agência afirma que os pacientes brasileiros que tiveram problemas no fígado melhoraram após a suspensão do remédio. Havia, porém, "outros fatores que contribuíam para o agravamento do dano", como o uso exagerado da droga e histórico de problemas hepáticos.


Em um dos casos, o paciente tomava uma dose quatro vezes maior que a prescrita. A Anvisa não divulga o nome deles nem dá mais informações.


A bula do Prexige, diz a Anvisa, cita a chance de "eventos adversos hepáticos" e ressalta a contra-indicação em pacientes com problemas de fígado.


Além da Austrália, o Prexige enfrenta problemas nos Estados Unidos. Desde 2002, a Novartis espera o aval do FDA (órgão que regula o uso de medicamentos no país). Para João Navarro, isso ocorre porque houve problemas com produtos similares --caso do Vioxx, fora do mercado desde 2004.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

“Não me mata, porque eu tenho filhos”, disse merendeira

2
Aquidauana

Capataz planejou furto de 14 cabeças de gado de fazenda em Aquidauana

3
Policial

Polícia Civil apresenta “Palhaço Sabiá” nesta quarta-feira

4
Aquidauana

Abandonado na estação há quase 50 anos, mecânico ainda não sabe o paradeiro dos pais

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Na...

Robinson L Araujo

NÃO DESISTA!

Raquel Anderson

"Num tempo da delicadeza!"

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Pousadas

Fazenda Santa Cruz

Acesso por Taunay, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3686-1016 / 324 www.fazendasantacruz.tur.br
Moto Táxi

Moto Táxi Aquidauana

Rua 7 de Setembro, s/nº Centro - Ponto de referência: Frente ao Mercado Ce - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-5341
Médicos

Erica A. C. de Souza - Cardiologista

Rua Manuel Antonio Paes de Barro, 844 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8816
Ver Mais
497810585