A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
12 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui
8504

Conheça os prós e contras da maquiagem definitiva

23 AGO 2007 - 08h19min
terra

Que mulher nunca sonhou em acordar como a mocinha da novela das 20h, toda linda e maquiada? Além de facilitar a vida de quem perde horas em frente ao espelho se maquiando todos os dias, a maquiagem definitiva ainda pode corrigir imperfeições e cobrir cicatrizes.


A técnica da dermopigmentação - ou maquiagem definitiva - consiste na introdução de pigmentos na epiderme (primeira camada de pele). Mais comum no contorno dos olhos e dos lábios e na correção da sobrancelha, a técnica permite ainda corrigir cicatrizes e manchas na pele. "O profissional deve fazer o desenho no rosto com maquiagem removível antes da definitiva, para garantir um contorno harmonioso e natural", explica o dermopigmentador Newton Satil.


Apesar de receber o nome de tatuagem definitiva, a dermopigmentação precisa de retoques periódicos para manter a tonalidade desejada. "Na sobrancelha, por exemplo, o retoque pode ser feito depois de dois anos da aplicação", explica a dermopigmentadora Eunice Olivo.


Se o resultado final não for exatamente o desejado, a mulher consegue remover os pigmentos apenas com sessões de laser. No entanto, em regiões onde há pêlo, como na sobrancelha, o mesmo laser que é usado para remover os pigmentos pode também retirar os pêlos da região, como em uma depilação definitiva. Já em áreas mais claras, como na correção de manchas da pele, o pigmento usado é muito claro para ser absorvido pelo laser, que não consegue remover a tatuagem da pele.


"A mulher tem que pensar bem antes de fazer o procedimento. Se ela não gostar ou se não der certo, ela não vai encontrar a mesma facilidade quando for tirar os pigmentos da pele", comenta Solange Teixeira, dermatologista da Universidade Federal Paulista (Unifesp).


Além das dificuldades na remoção da maquiagem definitiva, há ainda a possibilidade da mulher desenvolver uma reação alérgica aos pigmentos usados durante o procedimento, ou mesmo formar quelóide durante a cicatrização. "Se a pessoa tem antecedentes alérgicos, ela já tem que tomar mais cuidado. Uma dica é 'testar' a reação alérgica fazendo um pontinho com o pigmento em outra área do corpo", explica Solange.


Vale ainda uma última dica: antes de fazer o procedimento, confira se o lugar está limpo e esterilizado e se a agulha é descartável.

Veja também

Mais Lidas

1
Entrevistas

Aquidauanense é convidada para programa da Rede Globo

2
Aquidauana

Mulher inventa roubo para justificar sumiço de R$ 8 mil ao namorado em Aquidauana

3
Aquidauana

Acidente em cruzamento mobiliza Resgate dos Bombeiros

4
Você Repórter

Adolescente de Aquidauana já é destaque nacional em Laço comprido

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,59m
Miranda
6,13m
Aquidauana
3,76m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Abri...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: DAR, RECEBER E RETRIBUIR

Robinson L Araujo

JESUS, SACERDOTE FIEL!

Ver Mais Colunas
498110616