A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
24 de Novembro de 2017
Anuncie Aqui
8504

CPI da Saúde ouve nesta quinta Secretário Municipal da Saúde de Campo Grande

CPI da Saúde já ouviu o presidente da Santa Casa e Secretária Estadual de Saúde.

27 JUN 2013 - 10h00min
redação
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde em Mato Grosso do Sul ouve nestab quinta-feira (27) em sessão extraordinária, o depoimento do Secretário Municipal de Saúde de Campo Grande, Ivandro Fonseca. A reunião acontece às 14 horas, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.
 
Segundo o deputado estadual Amarildo Cruz, presidente da CPI da Saúde em MS, Ivandro Fonseca está levantando uma série de documentos que serão apresentados aos parlamentares. A CPI da Saúde já ouviu o presidente da Santa Casa de Campo Grande, Wilson Teslenco, e a Secretária Estadual de Saúde, Beatriz Dobaschi. A comissão também foi até Dourados e ouviu o atual secretário municipal de Saúde, Sebastião Nogueira, a ex-secretária municipal, Sílvia Regina Bosso, a presidente do Conselho Municipal de Saúde da cidade, Berenice de Oliveira Souza, e os ex-presidentes do Conselho, Demetrius Dolago Pareja, e Cesar Medeiros Alves.
 
O deputado estadual Amarildo Cruz decidiu, juntamente com os outros parlamentares que integram a CPI da Saúde, ouvir o Secretário Municipal de Saúde que está há cinco meses à frente da pasta e já tem muitas informações sobre convênios e repasses destinados aos hospitais da capital.
 
Os parlamentares querem saber como estão sendo feitos os repasses dos recursos do SUS (Sistema Único de Saúde) para unidades hospitalares de Campo Grande, Corumbá, Paranaíba, Dourados, Três Lagoas, Jardim, Coxim, Aquidauana, Nova Andradina, Ponta Porã e Naviraí. As investigações serão realizadas durante 120 dias, podendo ser prorrogadas por mais dois meses. Os deputados vão apurar os recursos repassados pelo SUS aos 11 municípios nos últimos cinco anos.
 
Denúncias
 
Para ajudar no trabalho de investigação, os deputados decidiram criar um e-mail (cpisaude@al.ms.leg.br) para que as pessoas possam denunciar irregularidades nas unidades hospitalares. "Esse e-mail será exclusivamente para receber denúncias de pessoas que possam nos ajudar. Queremos investigar, mas o papel principal da CPI é ajudar a melhorar a saúde em Mato Grosso do Sul. Por isso esse e-mail será fundamental no nosso trabalho", informou o deputado Amarildo Cruz.
 
Os deputados também decidiram criar mais uma ferramenta para que as pessoas possam acompanhar os trabalhos que estão sendo feitos pela CPI da Saúde. A fan page (facebook.com/cpidasaudeemms) foi criada na semana passada e servirá para que a população possa acompanhar o trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito.
 
Ficou definido que as reuniões ordinárias da CPI da Saúde em Mato Grosso do Sul serão realizadas todas as segundas-feiras, a partir das 15 horas, sempre abertas à população. A CPI é composta pelos deputados Amarildo Cruz (PT) - presidente, Lauro Davi (PSB) - vice-presidente, Junior Mochi (PMDB) - relator, Mauricio Picarelli (PMDB) - vice-relator e Onevan de Matos (PSDB) - membro.
 

Veja também

Mais Lidas

1
Trânsito

Acidente entre carro e caminhão na MS-339 deixa duas vítimas fatais

2
Policial

PM fecha boca de fumo com pés de maconha, prende 2 e captura foragido

3
Policial

Durante surto, homem tenta cometer assassinatos e provoca incêndio

4
Aquidauana

Após desentendimento por carona, homem passa a perseguir mulher nas redes sociais

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
4,40m
Miranda
6,72m
Paraguai
1,60m

Colunas e Blogs

Manoel Afonso

O peso do clamor público nas eleições

Pedro Puttini Mendes

Cadastro Ambiental Rura: Prazo Curto!

Robinson L Araújo

POR QUE EXISTEM CASAMENTOS EM CRISE?

Ver Mais Colunas
498110558