A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
26 de maio de 2020
Anuncie Aqui
-->
Política

Deputado busca informações da CPI de Goiás para investigar aumentos na conta de luz

8 NOV 2019 - 16h59min
Assessoria

O deputado estadual Felipe Orro esteve reunido nesta sexta-feira (8) com o advogado Neto Laranjeiras, que assessora a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada pela Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) a fim de investigar a concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica naquele Estado. O objetivo é trocar informações em busca de soluções para a investigação que começará em seguida sobre a Energisa, por requerimento do parlamentar apresentado nesta semana e aprovado por unanimidade na Casa.

“Vamos buscar informações de todos os Estados em que a Energisa atua ou que têm procedimentos investigatórios em andamento sobre os serviços de fornecimento de energia. Pretendemos fazer contato já semana que vem, e possivelmente fazer uma visita a Rondônia onde há uma CPI em andamento investigando a empresa responsável pelos serviços de distribuição elétrica de lá, que é do Grupo Energisa, e que apresentam as mesmas denúncias e reclamações de nossos consumidores”, destaca o deputado.

A CPI da Enel (a concessionária de Goiás) foi instalada em fevereiro deste ano por requerimento do deputado estadual Henrique Arantes, motivado pelo alto número de reclamações e denúncias de aumentos injustificados feitos pelos consumidores goianos, além dos problemas apresentados no fornecimento de energia elétrica na zona rural.

Conforme o advogado Neto Laranjeiras, Goiás sofre com a dificuldade de transmissão de energia elétrica aos moradores rurais e quando o serviço chega nestas localidades, ocorrem constantes interrupções no fornecimento. “Goiás é um estado de potencialidades agrícolas assim como o Mato Grosso do Sul, e nós temos um déficit alto na prestação de serviço na zona rural. Nós tivemos casos de produtores de leite que ficaram seis dias sem energia e perderam toda sua produção, chegando até jogar fora, escoar todo o leite na calçada para a população tomar conhecimento do que está acontecendo”, relatou.

O Ministério Público de Goiás entrou na briga contra a concessionária movendo uma ação relativa à falta de ligação de energia com urgência. “Por ser facultativo, o serviço de ligação com urgência não é obrigatório e não tem ninguém que obrigue a empresa a fornecer este atendimento”, explica Neto Laranjeiras.

 

A CPI da ENEL teve adesão total da população de Goiás e vem trabalhando com a sistemática de levar os trabalhos para os municípios do interior, em parcerias com Câmaras Municipais que realizaram consultas públicas e audiências com a população – até agora foram 16 audiências públicas. “As pessoas vão tomando conhecimento da CPI e apresentando denúncias na Assembleia Legislativa. Este trabalho de apuração das denúncias pegou de surpresa a todos, inclusive o governo e o Ministério Público”, afirma Laranjeiras.

Goiás vem servindo de vitrine para outros estados, assim como Minas Gerais que passa por um processo de privatização da CEMIG - empresa estatal deles de fornecimento de energia elétrica em MG. “Eles [se referindo a Minas Gerais] quiseram ouvir a experiência de nosso Estado com a privatização, até porque a expectativa de Minas Gerais é de que a ENEL compre a CEMIG”.

Exemplos de reclamações dos consumidores de Goiás vão ao encontro dos fatos apresentados no relatório de abertura da CPI em Mato Grosso do Sul, como aumentos que chegam a 500% no valor da conta e taxas retroativas cobradas com a justificativa de que “o medidor estava rodando errado”.

Entretanto, um dos principais problemas abordados na CPI do estado vizinho ao Mato Grosso do Sul, é a falta de atendimento presencial à população. “A Enel de Goiás não disponibiliza escritórios de atendimento nos municípios do interior e a ausência de estratégia empresarial reflete em um péssimo serviço à população. Nós temos cidades a 200 quilômetros de distância do escritório da Enel e não é ofertado equipe para solução de problemas imediatos. O serviço é oferecido por telefone, um call center localizado em São Paulo que atende o País inteiro ou por aplicativo. A gente sabe que as pessoas mais simples da zona rural muitas vezes não tem acesso aos serviços”, acrescentou o secretário da Alego.

Além das 16 audiências públicas já realizadas no interior, a CPI de Goiás já teve 17 reuniões ordinárias - geralmente acontecem às quintas-feiras - com oitivas de autoridades ou representante da Enel. A próxima etapa será a produção do relatório final e o encaminhando do resultado das investigações às autoridades.

“Tivemos uma reunião na sede da Enel, eles começaram a apresentar um plano de investimento para quatro anos. Nós queremos uma solução concreta e imediata, como a melhoria do atendimento, a volta da religação de urgência, proibir corte de energia às sextas-feiras, entre outras melhorias na prestação de serviço para à população”, finaliza Neto Laranjeiras.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Luto: Nota de Falecimento do estudante Leandro José dos Santos

2
Aquidauana

Morre 'Break', conhecido por apitar futebol amador em Aquidauana

3
Coronavírus

Anastácio confirma seu 1º caso de Covid-19

4
Nota de Falecimento

Alice Quirino falece aos 31 anos após parada cardiorrespiratória

Vídeos

Cães encontram droga escondida em estofado de veículo

Morador de Taunay encontra jaguatirica morta às margens da BR-262

Bombeiros de Aquidauana estão na operação para controle de grande incêndio no Pantanal

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min11 max26

Aquidauana

Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.
min11 max26

Anastácio

Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,44m
Miranda
4,80m
Paraguai
1,89m

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"CITAÇÕES DE CLARICE LISPECTOR"

Robinson L Araujo

EM TEMPOS DE PANDEMIA, O LAR DEVERIA SER O MELHOR REFÚ...

Valdemir Gomes

Deitei...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Farmácias e Drogarias

Farmácia Pantanal

Rua Bichara Salamene, 1633 Bairro da Serraria - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8712
Médicos

Flávio Pereira - Ginecologista

Rua 7 de Setembro, 1193 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241- 3665
Confecções

Rocha Forte

Rua Duque de Caxias, 791 Centro - 79200000 Aquidauana/MS (67) 3241-4801
Ver Mais