A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de Novembro de 2017
Anuncie Aqui
8504

Em prova com bandeira vermelha, Nico Rosberg vence GP de Mônaco

Alemão conquista triunfo em corrida marcada por acidentes de Felipe Massa e Pastor Maldonado

26 MAI 2013 - 12h30min
Lancenet
Houve de tudo no GP de Mônaco: um início monótono, um acidente intrigante de Felipe Massa, uma bandeira vermelha por causa de uma batida de Pastor Maldonado, e um fim de corrida muito mais agitado do que o começo. Apesar de tantas alterações no cenário, o que não mudou foi o líder da corrida, o alemão Nico Rosberg, que largou na pole position, ficou na frente em toda a prova e venceu a corrida disputada nas ruas de Monte Carlo.
 
O piloto da Mercedes conseguiu o primeiro triunfo dele e de sua equipe na temporada 2013. Rosberg teve como companhia no tradicional pódio improvisado de Mônaco os corredores da Red Bull Sebastian Vettel, em segundo, e Mark Webber, em terceiro. Lewis Hamilton, que largou em segundo, perdeu duas posições em uma parada nos boxes, acabou em quarto lugar. 
 
Com o resultado, Vettel abriu vantagem em relação ao vice-líder do campeonato, o finlandês Kimi Raikkonen. Vettel soma agora 107 pontos, contra 86 do finlandês, que acabou em décimo lugar após ter sido tocado pelo espanhol Sergio Pérez e ter de parar nos boxes nas últimas voltas. O espanhol Fernando Alonso segue em terceiro no ano, com 78 pontos. Ele cruzou a linha de chegada em sétimo.
 
A sétima etapa da temporada 2013 da Fórmula 1 acontecerá no dia 9 de junho, no Canadá.
 
A corrida
 
O início do GP de Mônaco foi daqueles para colocar o telespectador de volta na cama. As primeiras voltas registraram uma "procissão" pelas ruas de Monte Carlo, sem ultrapassagens ou lances marcantes. Tanto é que, até o 25º giro, a posição dos seis primeiros colocados não mudou: Nico Rosberg, Lewis Hamilton, Sebastian Vettel, Mark Webber, Kimi Raikkonen e Fernando Alonso. 
 
O panorama da corrida começou a mudar de uma maneira ruim. Na 30ª volta, Felipe Massa acidentou-se da mesma maneira como nos treinos livres de sábado. Por precaução, ele foi levado a um hospital onde realizou exames, mas passa bem e não deverá ser dúvida para o GP do Canadá.
 
A partir daí, os pilotos mudaram a estratégia e passaram a ser mais agressivos. As ultrapassagens começaram a aparecer, assim como os toques entre os carros nas ruas estreitas do circuito. E foi em um desses lances que aconteceu o segundo episódio marcante da prova, na 46ª volta.
 
Na reta logo após a chicane da saída do túnel, o inglês Max Chilton, da Marussia, fechou o venezuelano Pastor Maldonado, da Williams. Os dois se tocaram de lado e o sul-americano passou reto na curva. Na colisão, a barreira de proteção de pneus se desprendeu e foi parar no meio do traçado. Com isso, os comissários da corrida interromperam a prova para arrumar o estrago e a bandeira vermelha apareceu. O GP de Mônaco ficou cerca de 25 minutos interrompido. 
 
Depois do reinício da corrida, os toques não cessaram. Outra colisão iria acontecer na volta 63. Mas ao invés de imprudência, o que houve desta vez foi um "excesso de vontade" do francês Romain Grosjean, que não conseguiu frear antes da chicane do túnel e acertou em cheio a traseira do australiano Daniel Ricciardo, da Toro Rosso. Assim como no acidente de Massa, o safety car foi acionado.
 
Lá na frente, com exceção da queda de Hamilton do segundo para o quarto lugar, nada de marcante aconteceu. Rosberg não foi ameaçado e repetiu o feito do seu pai, Keke Rosberg, que em 1983, exatamente 30 anos atrás, também venceu em Mônaco.

Veja o resultado final do GP de Mônaco:
1 - Nico Rosberg  (ALE/Mercedes)
2 - Sebastian Vettel (ALE/RBR)
3 - Mark Webber (AUS/RBR)
4 - Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
5 - Adrian Sutil (ALE/Force India)
6 - Jenson Button (ING/McLaren)
7 - Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
8 - Jean-Eric Vergne (FRA/STR)
9 - Paul Di Resta (ESC/Force India)
10 - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)
11 - Nico Hulkenberg (ALE/Sauber)
12 - Valteri Bottas (FIN/Williams)
13 - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber)
14 - Max Chilton (ING/Marussia)
15 - Giedo Van der Garde (HOL/Caterham)
 
Abandonaram a prova:
Sergio Pérez (MEX/McLaren)
Romain Grosjean (FRA/Lotus)
Daniel Ricciardo (AUS/STR)
Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth)
Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault)
Felipe Massa (BRA/Ferrari)
Charles Pic (FRA/Caterham-Renault)

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Homem assassina jovem em carvoaria de fazenda na Estrada do Taboco

2
Policial

Jovem é assassinado com três tiros após emboscada durante a madrugada

3
Policial

Homem agride mulher e a deixa nua no Jardim Independência

4
Aquidauana

Mulher busca ajuda para encontrar parentes de sua mãe, que não os vê há 53 anos

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,45m
Miranda
6,08m
Paraguai
1,72m

Colunas e Blogs

Pedro Puttini Mendes

O “modelo de lei”, o ambientalismo municipal e a mu...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: DE VOLTA AO MEIO DO MUNDO (E AO ...

Manoel Afonso

Falta honra, sobra esperteza.

Ver Mais Colunas
498110796