A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de fevereiro de 2019
Anuncie Aqui
8494

Estados Unidos testarão vacina que simula infecção por HIV

29 AGO 2007 - 09h39min
uol

Pesquisadores americanos anunciaram domingo, em um seminário para a comunidade científica no Rio, ter chegado a um estágio inédito nas pesquisas com vacinas para conter ou barrar o vírus HIV.


Segundo o pesquisador da USP Edécio Cunha-Neto, organizador do evento, é a primeira vez no mundo que elas serão testadas em grupos de mais de 3 mil pessoas. Os resultados dessa nova fase de pesquisa estão previstos para serem divulgados no fim de 2009.


Como ainda não há hoje perspectivas de criar uma vacina preventiva --ou seja, que impeça a infecção--, a aposta dos cientistas é a vacina terapêutica, que melhore a capacidade do sistema imunológico de resistir ao HIV após o contágio.


Os testes serão feitos pelo laboratório Merck e pelo Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos. Ambos publicaram, na semana passada, resultados positivos de testes que vinham fazendo com grupos de até 60 pessoas.


Se funcionarem, a substância permitirá que os vacinados, se contaminados com o vírus, ganhem uma sobrevida maior da que teriam sem a vacina e fiquem menos dependentes de anti-retrovirais.


As pesquisas feitas até agora mostraram que as vacinas melhoraram a capacidade do organismo de combater um tipo de vírus criado pelos cientistas e que contém fragmentos de DNA do HIV, numa espécie de vírus da Aids simulado.


O teste foi feito com 918 pessoas saudáveis (dividas em grupos de até 60 pessoas) e com baixo risco de contaminação. Por seis semanas, os voluntários receberam injeções de vetores de DNA com fragmentos de HIV e adenovírus --agente que transmite resfriados.


Esse vírus foi inserido na solução da vacina porque, segundo Cunha-Neto, ele é capaz de gerar reações imunes mais fortes no organismo. O resultado revelou que a vacina foi bem tolerada em 70% dos voluntários.


A Merck já está colocando em prática a próxima etapa, a chamada fase 2B, em que o mesmo tipo de vacina é testado em grupos com mais de 3 mil pessoas. Segundo Cunha-Neto, o que se espera dessas vacinas é que, após injeção no músculo de DNA que codifica proteínas de HIV, essa solução se transforme em RNA (ácido ribonucléico) dentro das células humanas e, em seguida, em proteínas que farão o sistema imune desencadear a proliferação de linfócitos específicos para combater os fragmentos do vírus da Aids.

 (67) 99984.6000

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Mulher e adolescente são flagrados com pasta base de cocaína em Aquidauana

2
Aquidauana

Pista no entorno do Ginásio Poliesportivo de Aquidauana é alvo de vândalos

3
Aquidauana

Jornal O Pantaneiro disponibiliza canal para denúncias e sugestões

4
Esportes

Aquidauanense perde por 3 a 1 para o Corumbaense no Arthur Marinho

Vídeos

1º Leilão Direito de Viver

Ciclista sofre fratura após ser atropelado por caminhão

Despedida do Pe. Thiago Machado

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min21 max35

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min21 max35

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Aqui...

Robinson L Araujo

QUANDO A FAMÍLIA FAZ DO PERDÃO UMA PONTE DE RESTAURA...

Raquel Anderson

Morrer na lama!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Ag. Correios

Agencias dos Correios -Central

Manoel Antonio Paes de Barros, 620 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 6065
Ponto de Táxi

Ponto de Táxi Nº 4

Rua Estevão Laves Correa, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2410
Confecções

Rocha Forte

Rua Duque de Caxias, 791 Centro - 79200000 Aquidauana/MS (67) 3241-4801
Ver Mais
508110643