A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
17 de agosto de 2018
Anuncie Aqui
8496

Estudo evidencia que o uso de terapia oral moderna reduz em 160 horas o tratamento quimioterápico

18 JUL 2007 - 10h36min
assessoria de comunicação

Um estudo internacional apresentado no Encontro Anual da Sociedade Americana de Oncologia em Chicago (ASCO) constatou importante evolução no tratamento do câncer colorretal avançado, com impactante melhoria na qualidade de vida dos pacientes, garantindo o mesmo resultado conquistado pela quimioterapia padrão (FOLFOX-4).


No novo tratamento, denominado XELOX, o medicamento oral Xeloda (Capecitabina) é associado à oxaliplatina, equivalendo à quimioterapia convencional (FOLFOX-4). Como resultado, o tratamento final reduz em 160 horas o tratamento quimioterápico padrão. O complemento oral é administrado sem interferir na rotina do portador da doença. Entre os benefícios está o ganho de tempo com a economia de horas (em média de 22 a 27 horas) no transporte para o deslocamento até o hospital e de espera em clínicas para receber o tratamento, o qual agora exigirá apenas cerca de sete a nove visitas de administração.


"Estes resultados revelaram claramente um tremendo avanço na qualidade de vida de pacientes com câncer colorretal com a aplicação do novo tratamento Xelox", diz o professor Jim Cassidy, um dos líderes de pesquisa do estudo, professor de Oncologia do Cancer Research UK e chefe de Oncologia Médica, do Beatson Oncology Centre, da Universidade de Glasgow, Escócia. "Os dados mostraram que o Xeloda é tão efetivo quanto à quimioterapia padrão no tratamento de câncer colorretal avançado. Como as terapias orais estão disponíveis para tratar outros tipos de câncer, porque deveríamos pedir que os pacientes sejam submetidos a tratamentos de infusão que aumentam o sofrimento?"


Em 2004, o câncer colorretal foi um dos tipos de tumor de maior incidência representando 13% de todos os tipos de câncer na Europa. Segundo dados da World Health Organization (WHO) em 2005, 655 mil pessoas morreram deste tipo de tumor no mundo.


Na Europa, a Roche solicitou a extensão do uso de Xeloda em combinação com oxaliplatin (XELOX) e Avastin (Bevacizumabe) para tratamentos de primeira e segunda linhas em casos de câncer colorretal avançado.


Nos Estados Unidos, a Roche submeteu um requerimento suplementar ao FDA (Food and Drugs Administration) para o uso do Xeloda (Capecitabina) em combinação com oxaliplatina (XELOX) com ou sem Avastin (Bevacizumabe) para tratamentos de metástase de câncer colorretal.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Em véspera de feriado, idoso encontra ossada no Bairro Alto e aciona a Polícia Civil

2
Policial

Menino de 8 anos é estuprado em fazenda do Pantanal de MS

3
Aquidauana

Quatro candidatos de Aquidauana têm as contas reprovadas pelo TCE/MS

4
Aquidauana

PM de Aquidauana prende ladrões que roubaram aparelho smartphone

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
4,63m
Miranda
3,27m
Aquidauana
3,28m

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Aqui Estamos Nós, Outra Vez, Mas Vitoriosos!

Raquel Anderson

Jeito aquidauanense!

Robinson L Araujo

TER PACIÊNCIA! UM ATO DE PERSEVERANÇA EM DEUS

Ver Mais Colunas
498110623