A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui

EUA aprovam novo remédio por via oral contra a Aids

7 AGO 2007 - 07h55min
uol

A farmacêutica norte-americana Pfizer informou nesta segunda-feira (6) que a agência dos EUA para Alimentos e Remédios (FDA) aprovou seu novo remédio contra o vírus HIV, o Selzentry, que é o primeiro de uma nova geração de remédios por via oral contra Aids.


A nova droga, disse a Pfizer em comunicado, foi projetada para evitar que o HIV penetre nas células sadias, enquanto os remédios utilizados tradicionalmente atacavam o próprio vírus.


O novo remédio - também é conhecido como "Maraviroc" - bloqueia o co-receptor CCR5, que é o que serve como porta de entrada ao vírus.


A Pfizer informou que, em testes feitos em pacientes durante 24 semanas, em 45% dos que tomaram "Maraviroc" o HIV ficou em níveis indetectáveis, enquanto os que tomaram placebo tiveram índice de 23%.


Todos os pacientes submetidos ao estudo tomaram um coquetel dos melhores remédios contra a doença, além de já terem tentado outros tratamentos antes.


A autorização que a FDA deu é para que a nova droga seja utilizada nos casos de pacientes que tomaram sem sucesso outros remédios e nos quais foi confirmado, com testes diagnósticos, que a cepa do vírus de que padecem está vinculada ao CCR5.


Segundo a FDA, entre 50% e 60% dos pacientes que foram tratados com outros remédios contra a Aids enquadram-se nesse caso. As embalagens do Selzentry terão uma tarja preta de advertência, que define o maior nível de toxicidade nos remédios com receita médica.


A empresa disse também no comunicado que esse novo medicamento "não cura a infecção por HIV, nem previne o contágio pela Aids".


Entre os efeitos secundários, está o risco de ataque cardíaco. Os sintomas secundários mais freqüentes podem ser tosse, febre, infecções do sistema respiratório, coceira, dor abdominal e enjôo.


A farmacêutica, uma das maiores do mundo, diz no comunicado que espera pôr o novo remédio à venda nos EUA a partir de meados de setembro.


A empresa afirmou que já está providenciando para que o medicamento seja comercializado em outros países, sob o nome de Selzentry.


A FDA informou que a segurança e a eficácia do novo medicamento ainda não foram estabelecidas nos pacientes, adultos ou crianças, que nunca foram tratados com remédios contra o vírus da Aids, nem em mulheres grávidas.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Criança de 4 anos morre afogada em açude de chácara no Pulador em Anastácio

2
Anastácio

Menino que morreu afogado em açude é velado em Anastácio

3
Anastácio

Bombeiros resgatam pescador embriagado que caiu no rio Aquidauana em Anastácio

4
Aquidauana

Após ter celular furtado e xingar policiais, mulher se joga da viatura em movimento

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Quanto...

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas
SERIEMA 1260