O Pantaneiro

terça, 03 de julho de 2012 às 16h30

Morre, aos 62 anos, o historiador Antônio Jacó Brand

Professor faleceu nesta terça-feira (3). Ele era do RS e trabalhava em MS. Trajetória de Brand foi marcada por luta a favor de indígenas do estado.

Antonio Brand, 62 anos, mestre e doutor em História (Foto: Tatiane Queiroz/G1MS)

Notícias Relacionadas

O professor Antônio Jacó Brand, mestre e doutor em História, morreu na manhã desta terça-feira (3) em Porto Alegre (RS). O pesquisador tinha 62 anos e era natural do Rio Grande do Sul, mas residia e trabalhava em Mato Grosso do Sul.
 
Brand era coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas das Populações Indígenas (Neppi), da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande, onde atuou como professor por 16 anos.
 
A trajetória do historiador foi marcada pela luta em defesa das populações indígenas do estado. A tese escrita por Brand, intitulada como “O impacto da perda da terra sobre a tradição Kaiowá/Guarani: os difíceis caminhos da Palavra”, fala sobre os processos históricos que levaram os indígenas ao confinamento em Mato Grosso do Sul e sobre os impactos culturais e sociais vividos por esses povos no estado.
 
Segundo informações da UCDB,  Brand  estava internado por causa de uma cirurgia cardíaca. Ele era casado e tinha uma filha. O sepultamento será realizado em Montenegro (RS), cidade natal do docente.

Fonte: G1 MS

Comentários

Deixe seu comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Pantaneiro não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Parceiros YouZoom Soluções Web Coeso Eletrificação Rural Vivid Estudio Fotográfico Chiquinho Sorvets Lise Jones - Cerimonial AT Informática