O Pantaneiro

terça, 24 de abril de 2012 às 13h20

Pedro melhora, mas vai continuar em coma induzido, diz boletim médico

Informação foi divulgada nesta terça (24) pelo Instituto Ortopédico de Goiânia. Cantor sofreu acidente de carro na última sexta-feira (20), em Minas.

Pedro melhora, mas ficará em coma induzido (Foto: Zuhair Mohamad/O Popular)

Notícias Relacionadas

O cantor Pedro Leonardo, filho do sertanejo Leonardo, deve permanecer sob sedação profunda e passará por oito horas de hemodiálise, segundo informações do boletim médico divulgado na manhã desta terça-feira (24), no Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG).
 
De acordo com o boletim, o jovem está febril e com pressão intracraniana dentro dos limites aceitáveis e respirando com ajuda de aparelhos. Ainda estão sendo usados, segundo informações do boletim, medicamentos em doses altas para controle da pressão arterial.
 
Segundo o boletim, o paciente continua grave, porém, com diminuição do edema cerebral.
 
Veja a íntegra do boletim médico.
 
Pedro Leonardo Dantas da Costa, 24 anos.
 
Paciente vítima de acidente automobilístico com politrauma grave no dia 20-04-12. Apresentando contusão torácica e abdominal, e traumatismo craniano. Evoluiu com edema cerebral grave (Brain Swelling), pneumonia broncoaspirativa sob ventilação mecânica.
 
Encontra-se ainda sob sedação profunda, ventilação mecânica e medidas gerais de UTI.
 
Está febril com pressão intracraniana dentro dos limites aceitáveis.
 
Está programada hemodiálise com duração de oito horas, conforme indicação da nefrologia.
 
Ainda encontra-se em uso de aminas vasoativas em doses altas para controle da pressão arterial. A tomografia cerebral feita na segunda-feira (23) mostrou discreta melhora do edema cerebral.O paciente continua grave porém com melhora do edema cerebral.
 
Sem mais para o momento,
Wandervan Azevedo,, diretor-técnico da UTI
Newton Tristão, diretor-clíinico do IOG
Edilene Guiotti, neurologista da UTI
 
Noite tranquila
 
O médico intensivista e diretor da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do IOG, Wandervan Azevedo, afirmou ao G1 que o Pedro passou bem a noite de segunda-feira (23) para terça-feira (24) e que não houve intercorrência. "Conseguimos até reduzir um pouco das drogas e ele não teve febre", comenta.
 
Ainda de acordo com Wandervan, o inchaço do cérebro reduziu consideravelmente. Sobre a lesão pulmonar, o médico afirmou que Pedro fará um exame de imagem ainda nesta terça-feira e que os resultados serão avaliados no final da manhã desta terça.
 
A assessora de Leonardo, Ede Cury, informou que a família está otimista: “Nós ficamos muito felizes com isso. Já são 24 horas depois da parada cardiorrespiratória, então é um bom sinal”, avalia. O secretário de Leonardo, Marcelo Borges, também confirmou a melhora de Pedro. Segundo ele, sempre que há alguma mudança no quadro de saúde do jovem, os médicos o avisam. "Ninguém ligou para mim durante a noite", afirma Marcelo.
 
Família
 
Após as complicações ocorridas entre a noite de domingo (22) e a manhã de segunda-feira (23), a família de Leonardo está conseguindo se recuperar um pouco do estresse vivenciado com a febre de 40 graus e a parada cardíaca que o paciente teve. De acordo com a assessora de imprensa de Leonardo, Ede Cury, na manhã desta terça-feira (24), todos estariam descansando. Apenas um primo de São Paulo estaria no hospital por volta das 8h desta manhã. O pai de Pedro, Leonardo, visitou o filho no final da tarde de segunda-feira e teria permanecido no hospital até as 20h.
 
Transferência
 
A assessora  de Leonardo disse que a médica coordenadora da UTI do Hospital Sírio Libanês, Ludmila Hajjar, está avaliando a possibilidade de transferir Pedro para São Paulo. "Depende dela", disse Ede. "O edema reduziu consideravelmente. Já há mais espaço para o cérebro. A lesão pulmonar está estável. Não melhorou nem piorou", acredita a assessora. Wandervan, observa que o estado do jovem continua grave, mas que a decisão de remover o paciente é da família.
 
De acordo com a assessora, se tudo correr bem, a remoção deve ser feita do final da tarde desta terça-feira (24) até a manhã de quarta-feira (25). “Sabemos que o quadro dele é grave, mas estamos otimistas. Se ele continuar assim já podemos repensar a remoção”.
 
A previsão inicial da família era transferi-lo na manhã de segunda. Mas após a parada cardiorrespiratória na madrugada, seguida de febre alta, os médicos do IOG, juntamente com a coordenadora da UTI do Hospital Sírio Libanês, Ludmila Hajjar, constataram que o jovem ainda não pode ser transferido para a capital paulista.
 
O acidente
 
O jovem voltava de um show que havia feito com o primo Thiago, filho do falecido cantor Leandro, em Uberlândia. Pedro dirigia sozinho quando aconteceu o acidente, na manhã de sexta-feira (20), no município de Tupaciguara (MG). Ele foi inicialmente levado ao Hospital Municipal de Itumbiara, onde passou por cirurgia para conter hemorragia abdominal, e transferido na sexta-feira para Goiânia.

Fonte: G1 GO

Comentários

Deixe seu comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Pantaneiro não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Parceiros YouZoom Soluções Web Coeso Eletrificação Rural Vivid Estudio Fotográfico Lise Jones - Cerimonial AT Informática