A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
21 de novembro de 2019
Anuncie Aqui
9190-->

Jogador do Vasco nega ter sofrido agressão física de traficante

Ao contrário do que relata a investigação policial, Bernardo afirma que não foi espancado no Complexo da Maré e agradece o apoio dos fãs

27 ABR 2013 - 08h15min
Globoesporte.com
Personagem de uma investigação policial, Bernardo decidiu falar. Em contato com o GLOBOESPORTE.COM, o jogador do Vasco pediu para fazer um pronunciamento. A intenção, segundo ele, é deixar claro que, ao contrário do que relata a investigação policial, ele não foi agredido por traficantes do Complexo da Maré em razão de um suposto envolvimento com uma mulher que é apontada como namorada de Menor P., chefe do tráfico local.
 
- Estou bem e saudável. Não fizeram mal nenhum comigo. Não sofri nenhum tipo de agressão. Estou à disposição da polícia para o que ela precisar ao longo dessa investigação - disse Bernardo, que pediu para não responder perguntas sobre o episódio.
 
Segundo informações de pessoas próximas ao jogador, Bernardo teria sofrido uma represália verbal dos traficantes em episódio ocorrido na tarde do último sábado, sem agressão física.
 
- Queria agradecer o carinho e a preocupação de amigos, fãs, torcedores e familiares. Agora minha preocupação é cuidar do meu joelho - encerrou Bernardo, referindo-se à cirurgia marcada para a próxima quarta-feira.
 
O meia usou o Instagram de um amigo para informar aos torcedores que está bem após o episódio: "Gostaria de agradecer o carinho e a preocupação de todos... Tá tudo bem com o @bsouza31 ...", postou o amigo.
 
Sequestro e agressão
 
Segundo informações da polícia, no último domingo, Bernardo foi sequestrado e agredido por traficantes dentro do Complexo da Maré. O motivo teria sido o seu envolvimento com Dayana Rodrigues, supostamente uma das mulheres de Marcelo Santos das Dores, o Menor P, líder do tráfico no local.
 
Bernardo e Dayana teriam sido flagrados por bandidos na Favela Salsa e Merengue, e de lá levados para uma casa na Vila do João, onde teriam sido deixados nus, amarrados com fita crepe, torturados com choques elétricos e espancados.
 
O jogador comunicou o caso à diretoria do Vasco na quinta-feira. Em nota oficial divulgada nesta sexta, o clube oferece suporte ao meia, além de assessoria jurídica e apoio psicológico.
 
- A nossa prioridade é dar apoio total ao jogador. Claro que o Vasco não quer ver seu nome envolvido em qualquer coisa que não seja da esfera desportiva. Mas entende que o atleta deve receber suporte do clube em qualquer situação, enquanto os procedimentos legais são tomados - disse o diretor executivo de futebol do clube, René Simões.
 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Menina de 5 anos é estuprada pelo namorado da avó enquanto pai assistia a jogo

2
Anastácio

Inquilinos se mudam de supresa e furtam armário e cômoda de residência

3
Policial

Homem é preso depois de agredir a esposa com vara de pescar

4
Geral

Há dois meses, Santa Casa tenta identificar homem que está internado

Vídeos

Assaltante que aterroriza Aquidauana realiza furtos em cidades vizinhas

Durante combate a incêndio, bombeiros resgatam jaguatirica ferida 1

Família perde tudo em incêndio que atingiu quatro casas

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min24 max37

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min24 max37

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,61m
Miranda
4,02m
Paraguai
1,00m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Vou...

Dr. Giuliano Máximo

Mais uma vez a prisão em 2º grau

Flavia Rohdt

Aldravia #12

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Escolas Estaduais

Escola Estadual Dóris Mendes Trindade

M.Guerreiro, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 1087
Auto Posto

POSTO JC

Estevão Alves Correa, 901 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3426
Escolas Estaduais

Escola Estadual Antonio Correa

Rua Teodoro Rondon, 765 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 1985
Ver Mais
508110450