A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
23 de Novembro de 2017
Anuncie Aqui
8500

Juiz suspende reintegração, mas ministro avisa que Força Nacional vai cumprir CF

Cardozo respondeu aos manifestantes sobre alguns pontos, como a PEC 215, que dá o poder de demarcação ao Congresso Nacional

6 JUN 2013 - 07h15min
redação
O juiz substituto da 1ª Vara Federal em Campo Grande, Jânio Roberto dos Santos, suspendeu a eficácia da liminar determinando a reintegração de posse da Fazenda Buriti, em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. Com isso, o magistrado suspendeu a decisão da juíza federal Raquel Domingues do Amaral, que havia dado 48 horas para a Fundação Nacional do Índio (Funai) retirar os índios da fazenda sob pena de multa diária de R$ 1 milhão.

Mas, apesar de o prazo para os índios saírem ter se extinguido, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, avisou aos indígenas e produtores rurais que a Polícia Federal tem ?carta branca? e está pronto para cumprir a lei. Ele disse que nenhum conflito será tolerado e o descumprimento da lei vai resultar em punições. ?A PF está orientada a punir, dentro da lei, qualquer abuso de quem quer que seja?, disparou.

O ministro se reuniu com lideranças indígenas, membros do MST (Movimento dos Sem Terra) e autoridades políticas no início da tarde desta quarta-feira (5) no Jockey Clube, em Campo Grande. Foi entregue um documento a Cardozo com as principais reivindicações dos manifestantes, que chegaram a percorrer os 55 km que ligam o distrito de Anhanduí a Campo Grande.

Cardozo respondeu aos manifestantes sobre alguns pontos, como a PEC (Projeto de Emenda Constitucional) 215, que dá o poder de demarcação ao Congresso Nacional. O ministro considera o projeto inconstitucional e garantiu que o governo federal é contra a medida.

Desabafo

Ao ministro, o indígena Oriel Kaiowá, que pertence ao Conselho Continental das Nações Guaranis e faz parte da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, explicou a situação regional.

?Não temos terra pra plantar, nem espaço para construir postos de saúde ou escolas, e em muitas localidades nem água limpa tem?, desabafou o líder indígena.

Conflito

A fazenda está ocupada pelos índios desde o dia 15 deste mês. O proprietário, Ricardo Bacha, pediu a reintegração, que acabou sendo cumprida no dia 30 de maio. No entanto, os índios resistiram e houve confronto. Um índio morreu e outros três foram baleados. Cerca de 30 índios ficaram feridos e outros 15 foram presos.

(Com informações do Midiamax)

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Menores invadem a Escola Dep. Carlos Souza Medeiros e deixam rastros de destruição

2
Aquidauana

Chefe de cartório esclarece sobre biometria e multa ao eleitor de Aquidauana

3
Policial

Homem é flagrado praticando ato obsceno no Jd. Campanário

4
Geral

Homem morre após cair de escada durante seu primeiro dia de trabalho

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
4,40m
Miranda
6,72m
Paraguai
1,60m

Colunas e Blogs

Robinson L Araújo

PAIS QUE EDIFICAM SEUS FILHOS

Rosildo Barcellos

O Arroubo Âmago do Cedro!

Pedro Puttini Mendes

O “modelo de lei”, o ambientalismo municipal e a mu...

Ver Mais Colunas
498110454