A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
02 de abril de 2020
Anuncie Aqui
-->

Justiça condena cinco pessoas por morte de casal

Crime ocorreu no dia 04 de julho do ano passado. Uma das vítimas estudava em Aquidauana.

17 ABR 2013 - 15h10min
redação / Aníbal Placêncio
Cinco acusados de envolvimento no assassinato do casal Alberto Raghiante Junior e Luzia Barbosa Damasceno Costa, ocorrido em julho do ano passado, foram condenados à prisão em regime fechado. A decisão é do juiz titular da 5ª Vara Criminal de Campo Grande, Juliano Rodrigues Valentim, e foi publicada nesta terça-feira (16) no endereço eletrônico do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).
 
O crime ocorreu na Rua Três Barras, em frente ao Grêmio 8 de Abril, no Bairro Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campo Grande. O casal foi rendido quando estava dentro do veículo de Alberto, um Hyundai Azera, e levado para um matagal. Alberto e Luzia foram mortos com tiro na nuca, e os bandidos levaram o veículo para o Paraguai.
 
A maior pena foi aplicada contra Neidinaldo do Nascimento da Silva. Responsável pelos disparos que mataram o casal, ele foi condenado a 32 anos, oito meses e 27 dias. Além dos crimes de latrocínio, ele foi julgado por tráfico de drogas e associação para o tráfico.
 
O réu Antonio dos Santos Vaes, que, mesmo dentro do presídio de segurança máxima, ordenou a ação dos bandidos, foi condenado à pena de 30 anos de reclusão e 163 dias multa pelo crime de latrocínio.
 
Julielton Aparecido Gonçalves e Sidney Portilho da Silva, que estavam em outro veículo e davam suporte aos comparsas, também foram julgados pelo crime de latrocínio. O primeiro foi condenado à prisão de 25 anos e três meses, além de 97 dias-multa. Já o segundo, como tinha menos de 21 anos no dia do crime, teve a pena reduzida para 21 anos e 15 dias, mais 81 dias-multa.
 
Marcelo Araújo Santos foi condenado a oito anos, um mês e três dias de reclusão, além de 1.209 dias-multa, pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico.
 
Vítimas
 
Alberto Raghiant era empresário conhecido na Capital e proprietário da Arquivoteca de Campo Grande. A jovem Luzia Barbosa era estudante do curso de História da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), campus de Aquidauana.
 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Indústria cervejeira anuncia instalação de fábrica em Aquidauana

2
Aquidauana

Motociclista fica ferido após acidente com carro em Aquidauana

3
Aquidauana

Pescadores são autuados em R$ 2,9 mil e PMA apreende 39 kg de pescado em Aquidauana

4
Educação

Governo de MS prorroga quarentena nas escolas estaduais e aulas retornam só em maio

Vídeos

PM grava vídeo na língua terena para orientar indígenas sobre prevenção ao coronavírus

Lideranças de Taunay fecham o acesso ao distrito para quem não é morador

Dona Izabel confere as novidades nas vitrines tranquilamento no 1º dia de quarentena na cidade

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min24 max36

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min24 max36

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,73m
Miranda
2,95m
Paraguai
1,72m

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

E NOS DIAS...

Valdemir Gomes

inicia...

Raquel Anderson

Diário de um tempo de Pandemia I

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Carlos Eduardo Nunes - Anestalsiologista

Hospital da Cidade, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3636
Óticas

Óptica View - Lentes de Contato

Rua Manoel Antônio Paes de Barros, 360 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-7460
Escolas Municipais

Escola Municipal Antonio Santos Ribeiro

Rua Hugo Correa, Distrito de Piraputanga - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Ver Mais