O Pantaneiro

terça, 24 de julho de 2012 às 16h00

Justiça devolve bens a idosa que era explorada por pastora

Casa que a pastora comprou com o dinheiro da idosa. (Foto: João Garrigó/Campo Grande News)

Notícias Relacionadas

Decisão da 4º Vara Criminal de Campo Grande determinou o sequestro dos bens de Orlanda de Oliveira Rosa, 80 anos, que estavam em poder da pastora da igreja Pentecostal Unidos pela Fé, Julieta Souza, 51 anos.
 
A idosa frequentava a igreja e passou uma procuração para a pastora poder movimentar a conta bancária dela e, em março de 2010, comprou uma casa no valor de R$ 535 mil para a líder religiosa, na rua do Rosário, na Vila Célia.
 
Entres os bens estão a casa, um carro modelo Corolla e jóias. O golpe só foi descoberto no fim do ano passado. O advogado da idosa e o estagiário dele descobriram que era Julieta quem estava recebendo o dinheiro de acordos pecuários feitos por Orlanda. Foi então que a Polícia Civil entrou no caso e descobriu toda a situação.
 
A pastora Julieta Souza e o marido, Nelson Gimenes, foram indiciados por estelionato qualificado por ter sido contra idoso e também retenção de documentos. Julieta nega o estelionato e afirma que tudo o que conseguiu até hoje foi por meio de orações.
 
A decisão é de junho deste ano. A pastora e o marido dela já foram comunicados.
 
Caso - A religiosa havia se mudado do Jardim Imperial para a avenida Coronel Antonino, onde montou a igreja na parte da frente do terreno onde morava de aluguel. A idosa passou a frequentar os cultos, onde as duas se conheceram.
 
A pastora passou a dizer que a mulher estava com o “demônio”, mas que estava orando por ela, e foi assim que a confiança surgiu. Com a procuração cedida por Orlanda, a mulher chegou a tentar vender um carro da idosa, mas foi impedida pela Polícia.
 
Orlanda, só percebeu o golpe após o caso ser investigado pela Polícia. Ela relatou ao delegado, que agora que sabe que caiu em um golpe, está arrependida de ter dado a casa a líder comunitária.
 
Já a pastora, em depoimento, quando questionada se achava certo aceitar uma casa tão cara da idosa, disse que sim porque cumpre a parte dela com as orações. Familiares dela disseram que a igreja é séria e que a mulher errou em aplicar os golpes.

Fonte: Campo Grande News

Comentários

Deixe seu comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Pantaneiro não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Parceiros Vivid Estudio Fotográfico Lise Jones - Cerimonial Coeso Eletrificação Rural AT Informática YouZoom Soluções Web