A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui
8504

Luana e Dado alegam que o Pânico prejudica suas imagens

24 AGO 2007 - 09h01min
o fuxico

Como bons e civilizados amigos, Luana Piovani e Dado Dolabella se encontraram, na tarde desta quarta-feira (22), na 26ª Vara Cível, no Rio de Janeiro. O motivo foi a primeira audiência do processo de danos morais que os dois movem, desde janeiro de 2007, contra o programa Pânico na TV, exibido na RedeTV!. A audiência começou às 13h30 e só terminou por volta das 16h20.


Os advogados da atriz, Ricardo Brajterman e Luis Fernando Pinheiro Carvalho, disseram à imprensa que acreditam que, dentro de um mês, o juiz dará a sentença sobre o caso. A partir daí, a justiça irá determinar o valor da indenização que os atores poderão receber por danos morais, caso saiam vitoriosos. Porém, caberá recurso de ambas as partes.


Já os repórteres do Pânico, Silvio (Wellington Muniz) e Vesgo (Rodrigo Scarpa) não compareceram à audiência e foram representados pelo advogado da RedeTV!, Matheus Barros Marzono. A testemunha do canal foi a diretora artística Mônica Pimentel. O advogado da emissora explicou que Silvio e Vesgo não compareceram ao encontro porque a presença deles causaria um tumulto muito grande.


A imprensa pôde acompanhar a audiência na íntegra.


A ação foi movida, depois que os humoristas abordaram o então casal, durante um luau numa praia carioca, no começo deste ano. Luana não quis falar com eles, deixando a praia, enquanto Dado ficou ainda um pouco por lá, tentando contemporizar. Comenta-se que, por essa razão, a relação de Luana e Dado nunca mais foi a mesma, pois ela não teria gostado do fato dele não tê-la acompanhado em sua retirada tática. Em seguida, os dois decidiram entrar com um processo contra o programa, que resultou na proibição de que qualquer um do humorístico se aproximasse deles ou que seus nomes fossem citados na atração.


Luana e Dado tiveram como testemunha Roberto da Fonseca, síndico do prédio onde Dado mora, no Rio de Janeiro. Lá, os humoristas aprontaram, após o episódio da praia, levando um carro com alto-falante, pedindo para que o ator reatasse o romance com Luana.


O vídeo, com as imagens exibidas no programa foi mostrado durante a audiência. Luana chegou a afirmar: "Esse programa me prejudica comercialmente porque passa uma imagem errada sobre mim". Dado disse a mesma coisa, acrescentando que o barulho do alto-falante do carro embaixo de seu prédio incomodou a ele, que mora no décimo andar, que dirá os demais moradores.


Já a defesa da RedeTV! tentou descaracterizar que o Pânico prejudique a imagem dos artistas, alegando tratar-se de um programa de humor, de ficção e que não pedem autorização para usar a imagem dos artistas por eles serem pessoas públicas.


O juiz, então, perguntou à executiva da RedeTV!,  Mônica Pimentel se a atração coloca algum aviso esclarecendo tratar-se de um programa de ficção e ela respondeu que não.


No final da audiência, Dado e Luana saíram juntos e se despediram com um beijo no rosto.


 


 
 



 
 


 


 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Diabética e cega, jovem quer ajuda para fazer consulta e conseguir transplante

2
Aquidauana

Raio queima transformador da Sanesul e Aquidauana fica sem água até 20h deste domingo

3
Anastácio

Família que perdeu tudo em incêndio precisa de doações para recomeçar

4
Aquidauana

Motorista embriagado freia bruscamente após sinal da Polícia e quase causa acidente

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Oba!

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas
498110810