A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
21 de fevereiro de 2019
Anuncie Aqui

Mães de recém-nascidos dormem em média 3 horas, diz pesquisa

18 SET 2007 - 08h25min
bbc brasil

As mães britânicas dormem em média três horas por noite durante os primeiros quatro meses de vida do bebê, segundo uma pesquisa encomendada pela revista especializada Mother and Baby e a empresa Huggies, publicada nesta quinta-feira.


Segundo os autores da pesquisa, isso equivale à metade das horas de sono que as mães delas dormiram no passado.


Apesar de produtos para ajudar os bebês a dormir, como berços que balançam, móbiles eletrônicos, música imitando o ambiente uterino e luzes difusas, 30% das mães disseram que dormem ainda menos do que três horas por noite.


De acordo com o estudo, que ouviu 3 mil mães, quando os bebês chegam a 18 meses de idade, a média de horas de sono sobe para apenas cinco.


O estudo sugere que o número alto de produtos eletrônicos e monitores instalados na casa de quase todos os pais estaria entre as principais causas da falta de sono. Com as babás eletrônicas e monitores de vídeo, as mães acordam a cada barulhinho do bebê.


Falta de sexo


Metade das mulheres ouvidas na pesquisa disse que a falta de sono aumentou a pressão sobre a relação delas com seus parceiros, provocando brigas. Uma em cada dez quase se separou por causa do estresse, diz a pesquisa.


Oito em cada dez mães disseram ter perdido o apetite sexual por conta da falta de sono e 94% delas afirmaram preferir dormir a fazer sexo.


Elena Dalrymple, editora da revista Mother and Baby, disse que "os pais e mães não têm a menor idéia de como a falta de sono que vem com o bebê devasta a vida deles. Se você dorme apenas três horas por noite, noite após noite, e às vezes, menos, você provavelmente vai direcionar sua frustração e raiva contra seu parceiro".


"A pressão sobre os pais modernos é enorme, especialmente as mães. São elas, principalmente, que lidam com os bebês à noite, e muitas delas já estão trabalhando em horário integral quando o bebê chega aos seis meses", disse Dalrymple.


Os pesquisadores também ouviram o lado paterno, e concluíram que mais da metade dos entrevistados (55%) disseram que "nunca ou quase nunca" se levanta durante a noite.


Em média, eles dormem sete horas por noite durante os primeiros quatro meses.


Por conta da falta de sono, muitos dos novos pais investem em aparelhos para ajudar os filhos a dormir.


Sete em cada dez investem em móbiles musicais tradicionais enquanto quatro a cada dez usa berços elétricos que balançam.


Mas, mesmo quando o bebê dorme, 75% das mães disseram se preocupar com a síndrome da morte súbita e checam seus filhos quando eles estão dormindo.

 (67) 99984.6000

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

PM prende mais três foragidos da Justiça em Aquidauana e Anastácio

2
Geral

Policial aposentado encontra cascavel de mais de 1 metro dentro de casa

3
Aquidauana

Ex-vereador de Aquidauana que caiu de altura de 3 metros recebe alta

4
Casa do Trabalhador

Casa do Trabalhador oferece 8 vagas de emprego nesta quarta em Aquidauana e região

Vídeos

1º Leilão Direito de Viver

Ciclista sofre fratura após ser atropelado por caminhão

Despedida do Pe. Thiago Machado

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min22 max31

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min22 max31

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Cada...

Robinson L Araujo

QUANDO A FAMÍLIA FAZ DO PERDÃO UMA PONTE DE RESTAURA...

Raquel Anderson

Morrer na lama!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Pesqueiros

Pousada e Pesqueiro Toca da Onça

Estrada da Barra Mansa (estr. Boiadeira), - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 99860538
Advocacia

Sortica e Santos Advogados Associados S/C

Rua Augusto Mascarenhas, 506 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) - 3241-3122 / 3
Clubes

GRESSA

Quintino Bocaiúva, s/n Bairro Guanandy - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 4142
Ver Mais