A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
15 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui

Mega-Sena pode pagar R$ 6 milhões nesta quarta-feira

21 AGO 2013 - 13h15min
redação / Aníbal Placêncio
A Caixa Econômica Federal deve pagar R$ 6 milhões para quem acertar as seis dezenas do concurso 1.523 da Mega-Sena, que será realizado na noite desta quarta-feira (21), na cidade de Silveira (SP), onde está estacionado o Caminhão da Sorte.
 
Se apenas um apostador ganhar e depositar o prêmio na poupança, o rendimento, já pelas novas regras do governo, seria de mais de R$ 27 mil mensais. Com a quantia de R$ 6 milhões, o felizardo também poderia comprar uma frota de 240 populares.
 
As apostas podem ser registradas até as 18 horas (horário de Mato Grosso do Sul), em qualquer casa lotérica. A aposta simples, de seis números, custa R$ 2,00. Clientes da Caixa com acesso ao IBC (Internet Banking Caixa) contam com a facilidade de fazer suas apostas pela internet. É necessário ter conta no banco e ser maior de 18 anos.
 
No concurso anterior, realizado no último sábado (17), nenhuma aposta acertou as seis dezenas sorteadas pela Caixa: 05 ? 08 ? 23 ? 32 ? 33 ? 56. Na ocasião, 93 apostas acertaram a quina e levaram, cada uma, R$ 16.446,20. A quadra registrou 6.765 vencedores. Cada um ganhou R$ R$ 322,98.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Casa pega fogo, chamas consomem todos os pertences e matam o cachorrinho de casal

2
Aquidauana

Encontrado o corpo do trabalhador que desapareceu no rio Negro

3
Anastácio

Diabética e cega, jovem quer ajuda para fazer consulta e conseguir transplante

4
Anastácio

Idoso em Golf tenta desviar de capivara na pista, mas capota

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Preciso...

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas