A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de Novembro de 2017
Anuncie Aqui
8504

Mortalidade infantil cai 75% no Brasil em 22 anos, diz ONU

Em 2012, taxa de mortalidade infantil foi de 13 a cada mil nascidos vivos. Informações são de relatório da ONU divulgado nesta sexta-feira.

13 SET 2013 - 10h00min
G1
A taxa de mortalidade infantil no Brasil caiu 75% entre 1990 e 2012, de acordo com relatório da ONU divulgado nesta sexta-feira (13). Se, em 1990, o país registrou 52 mortes de crianças a cada mil nascidos vivos, em 2012, a taxa foi de 13 mortes a cada mil nascidos vivos.
 
A mortalidade infantil considera os óbitos de crianças com menos de um ano de idade. Os dados são de estudo realizado com a colaboração da Unicef, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Banco Mundial.
 
Levando em conta a mortalidade de crianças de até 5 anos no país, há queda de 77,4%. Em 1990, essa taxa era de 62 mortes a cada mil nascidos vivos, caindo para 14 mortes a cada 1000 nascidos vivos em 2012.
 
Já a mortalidade neonatal, que corresponde às mortes ocorridas nos primeiros 28 dias de vida do bebê, também teve queda, ainda que um pouco menor: passou de 28 mortes a cada mil nascidos vivos em 1990 para 9 mortes a cada mil nascidos vivos em 2012, o que corresponde a uma diminuição de 67,8%.
 
No ano passado, 37 mil crianças com menos de 1 ano morreram no Brasil, segundo a ONU, número que chegou a 180 mil em 1990. Entre as crianças de até 5 anos, foram 42 mil mortes em 2012. Em 1990, o número tinha sido de 219 mil.
 
No mundo
 
O relatório revelou ainda que a mortalidade infantil no planeta caiu para quase a metade desde 1990, embora 18 mil crianças de menos de cinco anos continuem morrendo a cada dia. Entre 1990 e 2012, o número de mortes de crianças passou de 12,6 a 6,6 milhões em todo o mundo, ou seja, uma queda de 47,8%.
 
Segundo o documento, esta tendência é sinal dos 'progressos substanciais' que ocorreram para reduzir em dois terços a mortalidade infantil antes de 2015. Essa redução é um dos oito Objetivos do Milênio para o Desenvolvimento estabelecidos pela comunidade internacional em 2000.
 
Mas, de acordo com o relatório, o ritmo de queda não deve ser suficiente para alcançar esse objetivo nos prazos fixados. A persistência do problema sobretudo na África Subsaariana e na Oceania é um dos principais motivos para esse atraso.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Homem assassina jovem em carvoaria de fazenda na Estrada do Taboco

2
Policial

Jovem é assassinado com três tiros após emboscada durante a madrugada

3
Policial

Homem agride mulher e a deixa nua no Jardim Independência

4
Aquidauana

Mulher busca ajuda para encontrar parentes de sua mãe, que não os vê há 53 anos

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,45m
Miranda
6,08m
Paraguai
1,72m

Colunas e Blogs

Pedro Puttini Mendes

O “modelo de lei”, o ambientalismo municipal e a mu...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: DE VOLTA AO MEIO DO MUNDO (E AO ...

Manoel Afonso

Falta honra, sobra esperteza.

Ver Mais Colunas
498110796