A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
20 de Novembro de 2017
Anuncie Aqui
8504

Nível do Rio Aquidauana segue baixando

Marca registrada nesta quarta-feira é a menor dos últimos dias. Alguns ribeirinhos voltam a ocupar suas casas

10 ABR 2013 - 10h00min
redação / Aníbal Placêncio
Com a diminuição das chuvas na região pantaneira, o nível do Rio Aquidauana segue diminuindo, para alívio das famílias ribeirinhas e das pessoas que transitam entre os municípios vizinhos de Aquidauana e Anastácio.
 
Na manhã desta quarta-feira (10), a régua de medição instalada na água apontou 8,36 metros, menor marca dos últimos cinco dias.
 
O trânsito já está normalizado nas vias de acesso às Pontes Nova e Velha, que ligam Aquidauana e Anastácio. Apesar disso, as marcas da enchente segue bastante visíveis nas ruas próximas.
 
Alguns moradores ribeirinhos já começam a voltar para suas residências, retirando os objetos domésticos que foram perdidos e a sujeira deixada pelo rio. Com a ajuda da população, estão sendo organizados vários mutirões de limpeza.
Régua de medição instalada na Ponte Velha
Régua de medição instalada na Ponte Velha / Rhobson T. Lima
Régua de medição instalada na Ponte Velha

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Homem assassina jovem em carvoaria de fazenda na Estrada do Taboco

2
Policial

Jovem é assassinado com três tiros após emboscada durante a madrugada

3
Policial

Homem agride mulher e a deixa nua no Jardim Independência

4
Aquidauana

Mulher busca ajuda para encontrar parentes de sua mãe, que não os vê há 53 anos

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,45m
Miranda
6,08m
Paraguai
1,72m

Colunas e Blogs

Pedro Puttini Mendes

O “modelo de lei”, o ambientalismo municipal e a mu...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: DE VOLTA AO MEIO DO MUNDO (E AO ...

Manoel Afonso

Falta honra, sobra esperteza.

Ver Mais Colunas
498110796