A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui

Orangotangos utilizam gestos para se comunicar, revela estudo

3 AGO 2007 - 11h01min
uol

Os orangotangos se comunicam por uma linguagem gestual, similar à de uma pessoa para brincar de mímica, revelou hoje um estudo divulgado pela revista "Current Biology".


Mais ainda: os orangotangos em cativeiro modificam intencionalmente os movimentos de suas mãos ou outro tipo de gestos de forma seletiva, de acordo com o sucesso que tiverem em sua comunicação, diz o estudo.


Para determinar a forma de comunicação dos orangotangos, Erica Cartmill e Richard Byrne, da Universidade de St. Andrews, na Escócia, apresentaram seis desses primatas em situações nas quais deviam conseguir alimento com ajuda humana.


Porém, os cientistas fizeram uma armadilha: em vez de ajudá-los sempre, em muitas ocasiões, entendiam de maneira errada os gestos dos orangotangos.


Em alguns casos, davam metade do que queriam, em outras, passaram a parte menos saborosa do alimento que pediam.


Quando a pessoa com a qual tentavam se comunicar não atendia seus desejos, os orangotangos continuavam gesticulando. Ao confirmar que eram compreendidos, utilizavam somente os gestos com os quais tinham tido bons resultados e os repetiam várias vezes.


Pelo contrário, quando não conseguiam ser entendidos, os primatas não voltavam a utilizar os gestos "fracassados".


"Surpreendeu-nos a forma como os orangotangos avaliaram a compreensão de quem observava os gestos", disse Byrne.


"Isto significa que transmitem ao interlocutor sua avaliação sobre quanto se fizeram entender", acrescentou.


Segundo o cientista, é o mesmo que nas brincadeiras de mímica humanas.


"Ao olhar os vídeos das respostas do orangotango, pode-se deduzir com facilidade se o animal pensa que foi compreendido totalmente ou parcialmente, ou se não foi compreendido em absoluto", segundo Byrne.


Por outro lado, Cartmill afirma que a resposta dos orangotangos demonstrou que desejavam obter um resultado e persistiram até que conseguirem o desejado.


"Os orangotangos fizeram uma clara distinção entre a falta de compreensão total, ao desistir dos sinais usados e usar novos, e a compreensão parcial, quando repetiram os gestos que tinham tido bons resultados", disse o cientista.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Criança de 4 anos morre afogada em açude de chácara no Pulador em Anastácio

2
Anastácio

Menino que morreu afogado em açude é velado em Anastácio

3
Anastácio

Bombeiros resgatam pescador embriagado que caiu no rio Aquidauana em Anastácio

4
Aquidauana

Após ter celular furtado e xingar policiais, mulher se joga da viatura em movimento

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Quanto...

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas
SERIEMA 1260