O Pantaneiro

sexta, 29 de junho de 2012 às 13h55

Idosa mantinha relacionamento e manda matar marido de neta em Campo Grande

Ivonilde, Marciano, Gleisson e Marcos (Foto: Midia Max)

Notícias Relacionadas

O desfecho de um crime que está dentro de um contexto maquiavélico com ameaças movidas por uma paixão não correspondida de uma idosa de 67 anos com o marido da neta, foi apresentado na manhã desta sexta-feira (29), pelo delegado Weber Luciano de Medeiros, da 2ª DP de Campo Grande.
 
O início de toda trama começou com o relacionamento da sacoleira Ivonilde Souza Coelho, 67, com o trabalhador de frete Rogério Marcos de Lima Sanábria, 33, na época casado com a neta de Ivonilde.
 
Como Sanábria não queria mais encontrar-se com a idosa que está foragida, ela então mandou matá-lo.
 
Rogério foi morto a tiros na tarde do último dia 25 de novembro no cruzamento da avenida Mascarenhas de Morais com a rua Caxambu no bairro São Francisco na Capital.
 
Ele foi alvejado no lado esquerdo do pescoço e no coração.
 
Nessa manhã foram apresentados, Gleisson Vicente de Martins, 31, Marciano de Souza, 32 e Marcos Aguirre Teodoro de 28 anos.
 
Marcos que é técnico de refrigeração fez um serviço na casa de Ivonilde. Na ocasião ele teria contado que passava por dificuldades financeiras com a esposa e o filho de quatro anos, que ele chegou a contar que era o que ele mais amava na vida.
 
Ivonilde que também tem o nome de Ivonides e é conhecida como dona Maria emprestou R$ 2 mil ao rapaz. Posteriormente ela inclusive frequentou a casa dele e conheceu a família de Marcos que não tinha dinheiro para pagar o empréstimo.
 
A sacoleira então propôs que ele matasse Rogério em troca do perdão da dívida e de mais R$ 5 mil. Passado algum tempo, como ele não cumpriu com o prometido, Marcos que morava em uma casa sem muros, começou a ser “assombrado” por pessoas em seu quintal.
 
“Ela (Ivonilde), andava no quintal dele com outras pessoas, ficava respirando próxima a janela. Em outras ocasiões apareciam carros na frente da residência que saíam no momento em que ele ia ao lado de fora”, disse o delegado.
 
A situação começou a piorar quando a sacoleira teria dito que tiraria dele o que ele mais ama, o filho.
 
Perante essa ameaça, Marcos chamou Gleisson que acionou Marciano para cometerem o crime. Em uma moto pilotada por Gleisson, Marciano efetuou os tiros.
 
Ivonilde que pode ter uma relação com “religiões do lado negro da força”, também ficava sondando a casa de Rogério, mesmo durante o inverno rigoroso, diz o delegado.
 
Quem tiver informações do paradeiro de Ivonilde pode entrar em contato com a polícia.

Fonte: Midia Max

Comentários

Deixe seu comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Pantaneiro não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Parceiros Coeso Eletrificação Rural Vivid Estudio Fotográfico AT Informática Chiquinho Sorvets YouZoom Soluções Web Lise Jones - Cerimonial