O Pantaneiro

quinta, 28 de junho de 2012 às 16h30

MS: preso atualizava o Facebook do presídio de segurança máxima

Preso mantinha conta desde 2011 e tinha 79 amigos (Foto: Reprodução/Facebook)
Fresneda mandou até Feliz Ano Novo Alex Pereira lamentou a morte de um primo Nas mensagens, o preso até avisa parentes para que entrassem em contato com ele

Notícias Relacionadas

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) em Mato Grosso do Sul determinou, nesta quarta-feira (27), o isolamento em cela disciplinar do detento Alexander Pereira Fresneda, 28 anos, que está no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. A penalidade foi imposta depois que descobriu-se que Fresneda usava um celular dentro do estabelecimento penal e atualizava uma conta no Facebook. A rede social servia para manter contato com parentes e amigos e para postagem de fotos dele na prisão.
 
Fresneda está no presídio de Segurança Máxima desde 2009, quando foi recapturado por tráfico de 19,7 quilos de maconha e posse ilegal de arma. Antes, esteve foragido durante cerca de dois meses, quando quebrou o regime semiaberto que cumpria desde dezembro de 2008.
 
No Facebook, o detento mantinha uma conta desde 2011 como Alex Pereira e já tinha 79 amigos. Entre as mensagens, consta uma felicitação publicada em dezembro do ano passado. “Desejo a todos um feliz Ano Novo”.
 
Em outra ocasião, Fresneda lamentou a morte de um primo. “Luto. Hoje minha família chora por termos perdido um primo muito querido e humilde, mas onde você estiver pode ter certeza de que sempre lembrarei de você. Fica em paz. A Justiça vai ser feita. Ela tarda, mas não falha”, dizia a postagem do dia 29 de janeiro de 2012.
 
Nesse mesmo ano, no dia 21 de março, ele publicou uma mensagem para uma parente e pede a ela que entre em contato com ele. “E aí prima, tudo bem com você? Qualquer coisa me liga e manda um beijo para a avó. Se cuida”, escreveu.
 
Histórico
 
No sistema da Polícia Civil consta que Fresneda está preso, pelo menos, desde 2006. Antes desse período, não constam informações, já que não havia sido implantando o Sistema Integrado de Gerenciamento de Operações (Sigo).
 
No processo de execução de pena de Fresneda, existente no site do Tribunal de Justiça em Mato Grosso do Sul (TJ-MS), consta que em julho de 2007 a Justiça negou o pedido de progressão de regime. Em fevereiro de 2008, a defesa do condenado entrou com nova solicitação de progressão, o que foi aceito em setembro daquele ano.
 
Em novembro de 2008, Fresneda passou para o regime semiaberto na antiga Colônia Penal Agrícola (CPA). No dia 30 de dezembro de 2008 ele fugiu. Foi recapturado no dia 12 de fevereiro de 2009, quando foi levado para o Presídio de Segurança Máxima.
 
Em nota oficial, a Sejusp informou que a conta do detento foi cancelada e foi aberto procedimento interno para apurar as circunstâncias do fato. Conforme a secretaria, já está sendo estudada uma forma de bloquear o uso de celulares de dentro do presídio. A dificuldade principal, segundo o Sejusp, é uma torre de telefonia que emite um sinal muito forte perto do complexo. Para coibir o uso dos aparelhos, operações pente fino têm sido realizadas com frequência no local.

Fonte: G1 MS

Comentários

Deixe seu comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Pantaneiro não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Parceiros Coeso Eletrificação Rural Lise Jones - Cerimonial AT Informática Vivid Estudio Fotográfico YouZoom Soluções Web Chiquinho Sorvets