O Pantaneiro

quinta, 02 de agosto de 2012 às 15h30

Piloto da TAM foi morto com tiro no olho, diz polícia

Vítima sempre passava férias no Pantanal. Pai está em estado de choque

Marco Antonio Leão Ramos tinha 40 anos (Foto: Polícia Civil)
Na fuga, pneu da carreta que transportava o barco estourou

Notícias Relacionadas

O piloto da empresa aérea TAM Marco Antonio Leão Ramos (40 anos), comandante de aeronaves, foi morto com um tiro no olho esquerdo, segundo as primeiras informações da Delegacia de Polícia Civil de Anastácio. O homicídio aconteceu na noite desta quarta-feira (01) e movimentou a rotina da cidade, já que esse tipo de crime não é comum na região.
 
Ainda em estado de choque, o pai do piloto informou que era apenas o primeiro dia de férias do filho. Já era a décima vez que Marco trazia a família ao Pantanal para aproveitar a tranquilidade e as belezas naturais.
 
Natural de Contagem (MG), a família viajava em uma caminhonete Hilux - placas da mesma cidade -, com um barco no reboque. Marco estava hospedado com seus pais no hotel Spumoni, no Centro de Anastácio, onde iriam passar a noite. Ao sair para encher quatro galões de gasolina, para poder abastecer os barcos, no Posto de Combustível Sudoeste, o piloto foi informado de que o estabelecimento não estava aceitando transação com cartão de crédito.
 
Marco voltou sozinho para o hotel, para pegar o cheque, enquanto seus pais permaneceram no posto e estranharam a demora de filho. Preocupados, retornaram ao hotel, não encontraram o piloto e acionaram a Polícia.
 
Testemunhas relatam que a caminhonete teria passado em alta velocidade na Avenida da Integração. A Polícia iniciou as buscas e, por volta das 23 horas, localizou a Hilux, no Bairro Jardim Independência, próximo a BR-262. O piloto foi encontrado no banco do carona, com a marca do tiro no olho esquerdo. A bala atravessou a cabeça da vítima e perfurou o vidro da porta traseira da caminhonete.
 
Os pertences do piloto, incluindo dinheiro, documentos, cartões de crédito e relógios, foram encontrados intactos.

Nesta quinta-feira (02), a  Polícia Civil de Anastácio já ouve algumas testemunhas. Mais detalhes são mantidos em sigilo, para não atrapalhar o andamento das investigações.

Fonte: redação / Aníbal Placêncio

Comentários

Deixe seu comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Pantaneiro não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Parceiros Vivid Estudio Fotográfico Lise Jones - Cerimonial Chiquinho Sorvets AT Informática YouZoom Soluções Web Coeso Eletrificação Rural