O Pantaneiro

sexta, 29 de junho de 2012 às 12h35

Governo Dilma mantém 77% de aprovação, diz CNI/Ibope

A popularidade da presidente Dilma Rousseff se manteve em 77%, segundo a pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta sexta-feira (29).
 
Na última pesquisa, divulgada em março, a presidente conseguiu a mais alta avaliação desde que assumiu o cargo (77%) e índice também superior aos alcançados pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (60%) e Luiz Inácio Lula da Silva (54%) em igual período de seus governos.
 
Para 58% dos ouvidos, as gestões de Dilma e Lula têm o mesmo nível, embora 16% achem que o governo Dilma é melhor e 24% considerem pior. Um por cento dos entrevistados não sabe ou não respondeu.
 
O percentual de pessoas que afirmaram confiar em Dilma também se manteve em 72%, o mesmo índice da última pesquisa, e a parcela da população que considera o governo ótimo ou bom ficou em 59% em junho, ante a 56% em março.
 
A pesquisa
 
Os entrevistados foram questionados sobre os assuntos que mais lembravam do noticiário com temas relacionados ao governo. Os temas mais lembrados foram o caso do bicheiro Carlos Augusto Ramos, Carlos Cachoeira; as medidas econômicas e a Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável.
 
Com relação à maneira da presidente de governar, a aprovação manteve-se em altos índices todas as regiões do país. A maior delas está no Nordeste, com 82% da aprovação – o mesmo valor alcançado na última pesquisa. Nas demais, o índice varia entre 75% e 77%.
 
Ao analisar o perfil dos pesquisados, os que mais confiam na presidente são idosos, com menor grau de instrução e com menor renda familiar.
 
A pesquisa avalia trimestralmente a opinião pública com relação à administração federal. A CNI/Ibope conta com margem de erro de dois pontos percentuais, cobre 140 municípios e tem grau de confiança de 95%.
 
Políticas públicas
 
Dentre os temas mais relevantes de políticas públicas, 57% aprovam as ações relacionadas ao combate à fome e à pobreza, ante 38% que desaprovam e 5% que não sabem ou não responderam.
 
As ações relativas à proteção ao meio ambiente são aprovadas por 55% dos respondentes,  desaprovada por 37% e 8% não sabem ou não responderam.
 
As atividades desenvolvidas na área da saúde tem desaprovação de 66% e aprovação de 31%, enquanto 3% não sabem ou não responderam.
 
Na educação, o percentual de desaprovação é de 54%, de aprovação é 44%, e 3% não sabem ou não responderam.
 
Já a segurança pública tem alto nível de rejeição com desaprovação de 61% e aprovação de 35%. 3% do total não sabem.
 
Do total dos entrevistas, 34% afirmam que as notícias veiculadas não são nem favoráveis e nem desfavoráveis ao governo Dilma, 28% acham que o noticiário é formado por notícias favoráveis, 15% acham que são desfavoráveis e 23% não sabem ou não responderam.
 
Economia
 
No âmbito da Economia, 61% da população desaprovam a política de impostos, contra 31% que aprovam e 8% que não responderam.
 
Sobre a política de juros, 49% da população aprovam, 41% desaprovam e 10% não sabem ou não responderam. Para as medidas aprovadas para o combate ao desemprego, 53% aprovam, 42% desaprovam e 5% não sabem.
 
Quando questionados sobre as medidas relacionadas ao combate à inflação, 47% desaprovam, 46% aprovam e 7% nao sabem.

Fonte: Portal UOL

Comentários

Deixe seu comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Pantaneiro não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Parceiros AT Informática Coeso Eletrificação Rural Lise Jones - Cerimonial Vivid Estudio Fotográfico YouZoom Soluções Web