A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
14 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui

Sem dores nas costas!

25 AGO 2007 - 12h23min
site da penélope

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), as dores nas costas acometem cerca de 80% dos adultos em algum momento de suas vidas. Destes, 90% apresentam mais de um episódio de dor aguda que os levaram a procurar um especialista. Para piorar, após os 50 anos de idade, as estatísticas aumentam ainda mais. Representantes da maioria dos atendimentos fisioterapêuticos, as dores na região lombar, chamada tecnicamente de lombalgia, apresentam a maior incidência na procura por tratamentos. Mas isto não quer dizer que não há como fugir do sofrimento. A prática de hábitos saudáveis pode evitar que as dores virem uma constante no seu dia-a-dia.


Segundo o fisioterapeuta Robson Sitta, são inúmeros os fatores que desencadeiam a lombalgia. "Em geral, a realização de movimentos bruscos com a coluna de maneira inconseqüente, como erguer e carregar objetos de forma inadequada, além de vícios posturais, obesidade, distúrbios respiratórios, desequilíbrios musculares, frouxidão ligamentar, doenças psicossomáticas, depressão e estresse".


Ainda, a hereditariedade postural, alterações congênitas ou adquiridas ao longo da vida também podem pré-dispor um individuo a desenvolver as crises, principalmente as crônicas. Nestes casos, a prática de esportes é muito benéfica, na maioria das vezes. Mas, Robson faz um alerta para que os treinos tenham orientação adequada e dirigida, e seja evitada a sobrecarga excessiva (overuse) para não facilitar lesões na coluna.


Para sua cura, "cada patologia apresenta características próprias, das quais dependem de um diagnóstico preciso para que se possa idealizar um tratamento adequado e assim contemplá-lo com uma terapêutica precisa. Na maioria das vezes, os distúrbios da coluna são tratados conservadoramente, ou seja, com fisioterapia". Ainda, "é preciso reeducar os hábitos diários com a conscientização corporal, atividades físicas regulares, alimentação adequada e o bom senso sempre", complementa.


Uma vez que é diagnosticada uma crise aguda da coluna, é importante que o indivíduo fique em repouso até que a mesma seja aliviada. Já para as dores crônicas que não atrapalham as atividades cotidianas, o melhor é fazer compressas úmidas quentes para relaxar a musculatura.  "Outras medidas, como o alongamento, também apresentam alívio e melhora dos sintomas dolorosos", aconselha o fisioterapeuta.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Encontrado o corpo do trabalhador que desapareceu no rio Negro

2
Policial

PRF apreende 27,5 quilos de cocaína no banco traseiro de veículo em Anastácio

3
Aquidauana

Helicóptero leva bombeiros, peritos e policiais para buscar corpo de pedreiro

4
Policial

Trabalhador cai no rio Negro durante pescaria e desaparece; bombeiros preparam resgate

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Valdemir Gomes

Numa...

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas