A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
29 de Junho de 2017
Anuncie Aqui
8463

Quatro trabalhadores são resgatados em operação contra trabalho escravo

9 FEV 2017 - 08h15min
Luiz Guido Junior
Quatro trabalhadores, que estavam sendo mantidos em condições de trabalho escravo, foram resgatados na tarde desta quarta-feira (8) de uma fazenda no interior de Corumbá, na região conhecida como Pantanal da Nhecolândia ? distante cerca de 419 quilômetros de Campo Grande.
 
O resgate ocorreu graças a uma força-tarefa envolvendo a Polícia Federal, Ministério Público do Trabalho, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar Ambiental e a Polícia Civil. A identificação dos trabalhadores e o nome da fazenda não foram divulgados.
 
A operação ainda está em andamento. Segundo as fontes oficiais, os trabalhos contam com equipes de abordagem por terra, água e ar.
 
De acordo com a PF, a investigação que resultou na operação começou a partir da notícia de que um trabalhador vinha sendo submetido a condições degradantes de trabalho, há vários anos, em uma área rural.
 
Como a região é de difícil acesso, a força-tarefa foi montada, com apoio aéreo, fornecido pela PRF, além da colaboração do grupo especializado em patrulha pelos rios.
 
O Ministério do Trabalho instaurou uma ação fiscal trabalhista para apurar o caso. Já o Ministério Público do Trabalho está realizando levantamento preliminar para instauração de inquérito civil.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Candidato a vereador de Aquidauana é preso por furto na Capital

2
Charges

Que papelão

3
Geral

Supermercados Princesa sorteiam ganhadores da Promoção do Mês

4
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece três vagas de emprego

Vídeos

Sepultamento de Sophia Rondon

Uno estoura pneu e capota com cinco pessoas a caminho do INSS

Veículo pega fogo no Centro de Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,97m
Miranda
3,55m
Paraguai
4,77m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Err....

Rosildo Barcellos

Heróis Brasileiros

Manoel Afonso

2018: Internet versus currais eleitorais

Ver Mais Colunas
481710819