A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
28 de maio de 2018
Anuncie Aqui
8496
Policial

Ágata 7 apreende 9 toneladas de maconha, 7 fuzis AK-47 e 5 são presos

Números atingiram plenamente os objetivos da Operação, o de intensificar a presença do Estado na faixa de fronteira

7 JUN 2013 - 07h55min
redação
Durante a Operação Ágata 7, desenvolvida no período de 18 de maio a 5 de junho de 2013 em toda extensão da fronteira brasileira foram revistados 61.577 veículos, sendo apreendidos 17, inspecionadas 1.167 embarcações, sendo apreendidas 2. Como resultado final, foram apreendidos ainda cerca  de  271,73 Kg de cocaína, 8.780 Kg de maconha, R$ 183.910,00 e US$ 1.000,00, 17 armas, sendo 7 fuzis AK-47, de fabricação russa, 2.134 cartuchos de diversos calibres, 65 metros cúbicos de madeira, 132 Kg de carvão vegetal,  bem como realizadas 5 prisões e  17 apreensões de veículos, além de diversas outras apreensões e descaminhos.
 
Os números atingiram plenamente os objetivos da Operação, o de intensificar a presença do Estado na faixa de fronteira, combater os crimes transfronteiriços como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, contrabando de veículos, imigração e garimpo ilegais.
 
Além do combate aos ilícitos transfonteiriços e ambientais, a Operação Ágata 7 realizou, também, Ações Cívico-Sociais (ACISO), que levaram atendimento médico, odontológico e hospitalar às populações de localidades isoladas e menos assistidas. Neste contexto, merece destaque a ACISO realizada em Porto Murtinho-MS, da qual participaram a Marinha, o Exército e a Força Aérea. As ACISO de Porto Murtinho e outras realizaram 2.581 atendimentos médicos, 1.685 atendimentos odontológicos, 4.318 atividades de prevenção de saúde e distribuíram 31.928 medicamentos. Além disso, foram manutenidos e recuperados trechos de estrada com extensão da ordem de 15,7 Km.
 
A Área de Operações Oeste compreendeu cerca de 2.503 Km de fronteira do Brasil com a Bolívia e o Paraguai, nos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Nesta área, o efetivo envolvido foi de cerca de 7.500 militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea, apoiados por aproximadamente 250 agentes das Polícias Federal e Rodoviária Federal, Polícias Militar e Civil dos estados do MT e MS e diversas agências governamentais como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), Receita Federal, Defesa Civil-MS, Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), entre outras.

A operação foi coordenada pelo Ministério da Defesa, por meio do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), e contou com a participação do Ministério da Justiça e do Ministério da Fazenda, conforme o Plano Estratégico de Fronteiras (PEF), criado por decreto da presidenta Dilma Rousseff, em junho de 2011.  
 
Para obter mais informações sobre a Operação Ágata 7, acessar o endereço eletrônico da Operação ÁGATA 7: www.operacoes.defesa.mil.br.

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

População se junta ao movimento e faz passeata a favor dos caminhoneiros

2
Anastácio

Inquilino alega que sofreu abuso de confiança e registra B.O. contra locador

3
Aquidauana

Cerca de 8 mil pessoas participam de evento em comemoração ao Mês do Trabalhador

4
Geral

Abastecimento de postos deve normalizar até segunda-feira em Campo Grande

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
5,14m
Miranda
4,99m
Aquidauana
3,69m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Como...

Pedro Puttini Mendes

Código Florestal e Cadastro Ambiental Rural: E agora?

Robinson L Araujo

A QUAL JESUS EU QUERO SERVIR E ANUNCIAR?

Ver Mais Colunas
498110667