A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
15 de outubro de 2019
Anuncie Aqui
9032-->
E se fosse você?

‘Fiquei cego e não vi mais nada’, diz homem que matou rapaz após filha de 12 anos ser estuprada

Crime aconteceu em 2012 quando Roni estuprou a adolescente na sua casa

19 SET 2019 - 13h17min
Midiamax

“Fiquei cego e não vi mais nada”, disse Wanderley Rofeson Loureiro acusado de matar Roni Teodoro do Nascimento, em março de 2012, depois que o rapaz estuprou sua filha de 12 anos, na época na saída da escola. O réu foi a julgamento nesta quinta-feira (19), em Campo Grande.

Wanderley disse que no dia do crime tinha ido fazer feira com a esposa e quando voltou para sua residência encontrou a filha abrindo o portão para Roni. A menina estava com semblante de choro sendo questionada pelos pais o que havia acontecido, momento em que ela falou que tinha sido estuprada pelo rapaz.

“Perguntei para ele se havia feito mesmo aquilo e quando me respondeu que sim, eu perdi a cabeça”, disse Wanderley aos jurados. Após a confirmação de Roni, o homem mandou que a esposa e a filha fossem para a casa de sua sogra, sendo que depois da saída das duas ele entrou em luta com o rapaz.

O réu ainda contou que amarrou Roni pelos pés e mãos e colocou uma toalha na sua boca para ele não gritar o colocando dentro da camionete S-10. Ele, então, saiu sem rumo e ao chegar a um lugar isolado tirou Roni do carro. Quando viu umas pedras no chão desferiu golpes contra a cabeça da vítima, que teve o rosto desfigurado. O corpo de Roni foi encontrado dias depois em avançado estado de decomposição na MS-080.

“Quero ver qual pai chega em casa, ouve a filha falar que foi estuprada, sai e vai em uma delegacia registrar um BO. Qualquer um que passar por isso faria o mesmo que eu fiz”, disse Wanderley depois de contar como assassinou Roni. O réu se disse arrependido do crime afirmando que depois disso a sua vida acabou.

Ele confessou o crime em 2014 após a polícia reunir provas indicando ele como autor do assassinato. A vítima do abuso, que hoje está com 20 anos, teria tentado se matar meses depois de ser estuprada tomando vários remédios. Após o estupro, o comportamento da menina mudou ficando mais quieta e chorosa, segundo a mãe. A filha só queria dormir junto da mãe.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Miranda

Vídeo: Pescador salva onça que ficou presa em anzol de galho no rio Miranda

2
Policial

Polícia procura homem que matou três em fazenda do Pantanal de MS

3
Aquidauana

Senhor de 55 anos que sofria de problemas cardíacos é encontrado morto em casa

4
Policial

Corpos de trabalhadores mortos em fazenda são levados para Guia Lopes

Vídeos

Bolivianos que levavam 15,9 quilos de cocaína em veículo são presos em Miranda

Eleição de Miranda

Empresário de 31 anos pesca Surubim de mais de 40 kg no Rio Miranda

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min22 max30

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min22 max30

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,33m
Miranda
1,70m
Paraguai
1,84m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Preciso...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: SER PROFESSOR (2)

Raquel Anderson

Divisionismo!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Fotografias - LAB.

Vivid Estúdio Fotográfico

XV de Agosto, 339 alto - 79200-000 Aquidauana/MS 3241-4444 http://www.vividfoto.com.br
Móveis e Decoração

Atalaia Arts

Rua Manoel Antônio Paes de Barros, 508 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2510
Advocacia

Fabiana Moreira Sortica dos Santos / Ary Sortica

Rua Augusto Mascarenhas, 506 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3122/3241-
Ver Mais
508110741